30.9.09

Dicas para as Eleições 2010 e a invasão das redes sociais


Falta exatamente um ano para as eleições de 2010. Outro dia lancei no Twitter: "tenho medo das próxima eleições". Depois do sucesso da campanha realizada pelo Obama nas redes sociais, e a "liberação" de uso da internet para a próxima eleição; acredito que será este o meio preferido pelos políticos para falar com seu eleitorado.

Acho isso muito bom. Será um grande exercício prático de "como usar as mídias sociais em campanhas políticas". Calcule quantas campanhas serão planejadas para a eleição de um novo presidente da República, governadores, senadores, deputados federais e estaduais...

Sem dúvida, os profissionais que se destacaram nessa área da comunicação em mídias sociais nos últimos 2 anos serão disputados a tapa por todos esses políticos. Muita gente vai ganhar dinheiro. Sendo bem honesto, espero até que sobre algum pra mim.

Mas tenho certeza que durante esse trajeto, muitos cometerão graves erros. E quero já registrar aqui meu ponto de vista, um ano antes.

Como já dizia o teórico Marshall Mcluhan, no início, quem produz conteúdo para um novo meio acaba apenas adaptando modelos e fórmulas dos meios anteriores. Pois bem, houve uma época em que, no dia das eleições, era comum ver as ruas completamente inundadas por folhetinhos de candidatos (os famosos "santinhos").

Meu medo é o seguinte: ver os ambientes das redes sociais todos ocupados por milhares de mensagens ("santinhos virtuais"). A campanha política pode virar um grande spam. Imagine ver seu perfil do Orkut, do Facebook ou do Twitter completamente invadido por dezenas de candidatos tentando passar sua mensagem em 140 caracteres.

Fica o meu aviso: fazer campanha em mídias sociais não é o mesmo que fazer campanha nas mídias de massa. A grande sacada aqui não é abrir espaço para ser ouvido, mas o oposto: criar e estimular situações em que os próprios usuários falem do seu candidato.

Ganha mais valor, inclusive, ouvir a opinião de um outro eleitor do que a mensagem do próprio político. Mas não vale (muito cuidado com isso!), criar usuários falsos para falar bem do cadidato.

Nas redes sociais é preciso ser discreto e adequado. Ouvir mais e falar menos. É preciso dar o poder de voz ao eleitor. Fica a dica.


Credito: foto de Pedro de Moraes

Marcadores: ,

[updated] Joelapompe: referência, coincidência ou plágio?

Quem mandou a dica foi a amiga Maria Valiante. Na publicidade a discussão entre referências, coincidências e plágios é antiga e quando começa parece não ter fim.

O blog Joelapompe é especialista em comparar anúncios do mundo inteiro. Ali a intenção não é necessariamente denunciar os plágios. Há muitos exemplos de meras coincidências, afinal, não é difícil cair numa mesma ideia quando se trata de produtos similares que possuem o mesmo público-alvo.

Porém há outros casos que, para não atacar diretamente, diria que são coincidências "impressionantes". Sugiro uma visita ao blog (www.joelapompe.net). Abaixo deixo um dos exemplos que encontrei lá:


Animal anti-cruelty league, Appeal for donations – 2002
Source : Cannes Archive Online,
Agency : Lowe Bull Calvert Pace (South Africa)


American Red Cross of Massachussets Bay – 2009
Source : Adsoftheworld
Agency : Tif Comunicação, Curitiba (Brazil)

[updated 01/10/09] Continuando a saga das coincidências absurdas, depois que fiz esse post recebi por e-mail a dica do site do Studio Platinum, que em seu portfolio traz uma imagem 3D criada para a agência 4x4 para o anunciante Cotrim. Como pode notar, usar a imagem de um cofrinho de porco magricelo não é algo assim tão original...

Marcadores: ,

23.9.09

Os detalhes da ação "Doritos original"


Influenciadores da comunidade de consumidores de Doritos, personalidades das redes sociais e mais algumas outras pessoas-chave estão recebendo pelo correio uma caixa misteriosa.

Dentro, apenas um nacho de Doritos. Não há qualquer indicação ou mensagem. Ao comer o nacho, o consumidor assíduo provavelmente notará que o tempero retomou as características da sua primeira versão, mas nada mais além disso.

Acreditando que a internet é um espaço natural do público-alvo, essa campanha deixa, propositalmente, um clima de dúvida e inquietude, esperando que aqueles que receberam o tal nacho resolvam, por conta própria, pesquisar na internet mais informações.

E finalmente, ao acessar o site oficial de Doritos wwww.doritos.com.br, é possível identificar a continuidade da ação.


O site oficial foi substituído por uma única tela com a imagem da caixa que foi enviada para as pessoas. Há apenas a mensagem: "Qual você gostaria que fosse a próxima surpresa de Doritos?".

No formulário que acompanha a mensagem você indica seu nome, endereço de e-mail e ao digitar uma mensagem, percebe-se que o texto digitado é substituído por uma outra mensagem pré-programada pelo sistema.

Faz parecer que foi você quem digitou aquela mensagem. Em seu conteúdo ela diz que você gostaria de ver o Doritos original de volta. Pronto! Dessa maneira peculiar a campanha mostra para essas pessoas que o próximo lançamento da Doritos será, na verdade, um re-lançamento do sabor original.


Para completar, por e-mail é encaminhada uma mensagem proveniente do suposto "SAC" da empresa, informando que a sua solicitação foi aceita.


Perceba que aqui há estratégias de mídias sociais misturadas com pequenas referências do ARG (alternative reality game) para envolver e estimular o público a buscar mais informações sobre a ação.


Marcadores: , ,

20.9.09

O sistema Android é a novidade dos celulares para esse final de ano

Aqui no Brasil a novidade que fará a festa no mercado de celulares até o final deste ano é o sistema operacional Android, projeto originalmente da Google e baseado no sistema linux.

O projeto já existe há algum tempo, mas só agora os primeiros aparelhos smartphone com o sistema Android serão vendidos no Brasil.


Semana passada a HTC lançou oficialmente no Brasil o modelo HTC Magic que possui acessos wi-fi, bluetooth, além de GPS e câmera de 3.2 megapixels. O aparelho deverá estar à venda nas lojas até o meio de Outubro. Clique aqui para ver um vídeo sobre o aparelho, produzido pela equipe da revista Info.


Na semana anterior a Motorola também tinha anunciado o lançamento do modelo Cliq nos Estados Unidos, que será chamado de Dext nos demais países. Este aparelho também é baseado no sistema Android e possui teclado deslizante e uma câmera de 5 megapixels. Clique aqui para ver um vídeo sobre o aparelho, produzido pela equipe da revista Info. Neste vídeo é informado que o aparelho será vendido pela operadora Claro até o final de 2009.


A Samsung também acabou de lançar um aparelho com o sistema Android. O Galaxy i7500 também conta com câmera de 5 MP e tem preço sugerido de R$ 1799.

Boatos dizem que operadoras como a Claro já estão preparando promoções e outras ações de comunicação para estimular as vendas desses aparelhos baseados no sistema Androis. Ao que tudo indica, são a nova promessa para concorrer com o iPhone da Apple.

A minha aposta particular fica por conta dos aplicativos produzidos por terceiros para o sistema Android. Por se tratar de um sistema aberto, caso o aparelho ganhe adesão dos consumidores, assim como aconteceu com o iPhone, é provável que veremos um rápido crescimento do número de aplicativos gratuitos para o sistema Android.

Marcadores:

18.9.09

Mais uma campanha diferenciada da LG: Scarlet II


Hoje não é novidade para ninguém: não basta criar um hotsite; é preciso convencer as pessoas a acessá-lo. E esta parte exige muita criatividade para convencer o público-alvo.

Ações digitais - muitas vezes - dependem de ações offline para trazer o seu público até o ambiente digital. E não basta a já antiquada mala-direta. É necessário uma comunicação distinta e dirigida a um público específico.

A LG resolveu então aliar noções de comunicação dirigida, marketing experiencial, social media (e outros mais) nessa nova campanha.

Algumas pessoas receberam pelo correio uma comunicação impressa em que o texto só era legível através de uma lente vermelha. O tal texto convidava para uma visita ao site www.novascarletlg.com.br/vermelho e dizia: "Prepare-se para adicionar vermelho em sua vida".


No hotsite há um vídeo em que através de um jogo de cores, seu conteúdo só fica realmente nítido se visto através da lente vermelha que foi enviada na comunicação impressa:


Interessante recurso que atrai a atenção e envolve para o conceito da marca, baseada na cor vermelha.

E mais: para aqueles que receberam a carta, o vídeo finaliza com uma mensagem personalizada:



Mais posts sobre:
- LG Scarlet | Adicione Vermelho

Marcadores: ,

14.9.09

Além do Google: busca em redes sociais


Hoje já não basta consultar apenas o www.google.com para realizar uma pesquisa. Informações valiosas circulam pelas conversas realizadas no twitter, facebook, etc. É preciso considerar as redes sociais em suas pesquisas.

Deixo aqui algumas breves dicas:

- Flickr: uma consulta ao Flickr pode mudar a impressão inicial que você tinha de um determinado assunto. Além disso, nas buscas avançadas, é possível filtrar o resultado da pesquisa e selecionar apenas as imagens com permissão de uso livre (a partir da licença Creative Commons). Recomendo tambe'm instalar o plugin da Cooliris, que ajuda bastante a pesquisa com a interface 3D.

- Pesquisa por formato: muitas vezes o que você procura pode não estar publicado num site ou num blog, mas talvez dentro de uma apresentação, ou de um vídeo. Considere portanto a consulta também em serviços como o SlideShare, Issuu e claro, o YouTube ou o Google Vídeo.

- Mídias sociais: hoje é importante consultar as comunidades das principais redes como o Orkut e o Facebook. O Twitter oferece uma ferramenta própria de pesquisa. Também é bom conferir sites específicos de consulta à blogs como Blogblogs, Tecnorati ou o Google Blog Search.


- Integradores de redes: já aparecem na internet alguns serviços que provavelmente serão incorporados pelo google.com em breve: a consulta nas redes sociais. O Spezify reúne numa única tela, diversos quadros com o resultado de uma pesquisa realizada na web e também em redes como o twitter, digg, flickr, etc. Já o Scoopler fica restrito à consulta das redes sociais (Twitter, Flickr, Digg, Delicious, etc), mas sua vantagem é a atualização em realtime; funcionando como um verdadeiro livestreaming.

crédito: Spencer E Holtaway

Marcadores: , ,

Uma nova forma de assistir TV ou participar de um evento

A era das redes sociais modificaram o modo como as pessoas interagem em sociedade e na relação com os meios de comunicação.

Já fazem dois anos que venho acompanhando o crescimento de um novo hábito: a troca/diálogo entre os telespectadores de um programa de TV ou a plateia de um evento.

Vivemos inclusive um dilema de etiqueta social: em alguns eventos já é comum ver a plateia com o celular em mãos. Todos no Twitter, trocando mensagens entre si e com pessoas que estão fora do evento.

Muito bom notar que o público quer discutir os temas apresentados no evento, melhor ainda considerar que esse movimento auxilia o compartilhamento e propagação da informação; mas como fica o palestrante lá no palco, que ao olhar para a plateia, tem a impressão de que ninguém está prestando atenção?

Já na televisão não acontece esse problema. Ontem a MTV transmitiu ao vivo, para o mundo todo, o Video Music Awards 2009. O volume de pessoas que assistiam ao programa e interagiam no Twitter ao mesmo tempo era impressionante.

Mostra um interesse do próprio telespectador em conversar sobre o programa enquanto assiste.

Ou seja, provavelmente veremos cada vez mais, plataformas que integrem a TV com redes como o Facebook e o Twitter. Aliás o Facebook já tem casos de sucesso como a transmissão do funeral do Michael Jackson pela CNN, utilizando a plataforma do Facebook.

E você? Ainda assiste televisão sozinho?

crédito da foto: roscoe

Marcadores: , ,


 
Para receber esse blog por e-mail, envie uma mensagem info.ecode@messa.com.br e
escreva "incluir" no campo "assunto" da mensagem. Para cancelar, basta escrever a palavra "excluir".