18.7.03

Crianças ganharão brinquedo com cérebro artificial

Terça-feira, 26 de Novembro de 2002 - 12h14
IDG Now!


Aquele sonho de infância de possuir um brinquedo que conhece seu dono e se importa com ele está prestes a se tornar realidade. A companhia norte-americana Snowdroid Industries está desenvolvendo um brinquedo com inteligência artificial, que tem como base o cérebro de um inseto, segundo o USA Today.

Criado por Steve Matson, CEO e criador da empresa, o invento foi batizado de Snowbird e já captou US$ 750 mil de investidores. O valor, de acordo com Matson, é suficiente para criar um protótipo do brinquedo e desenvolver sua tecnologia principal: um cérebro artificial conhecido como Simian.

O executivo afirma que, para realizar a tarefa, ele precisaria ter como base um cérebro de processamento simples. Matson decidiu então pesquisar os cérebros de insetos que permanecem em reservatórios de água. Esses, segundo ele, têm cérebros com somente um par de neurônios, enquanto que os humanos possuem trilhões.

Matson explica que, de certa forma, as crianças terão que domesticar e ganhar a confiança do Snowbird antes de brincar com ele, já que o brinquedinho sairá da caixa um tanto assustado com a empolgação de seus novos donos.

O criador do Snowbird prefere manter suspense com relação ao design do brinquedo, mas garantiu que ele não se parecerá com gatos ou cachorros. O executivo espera que o produto seja lançado ao mercado no Natal de 2003, custando cerca de US$ 100.

LG Electronics aposta firme no reconhecimento pela íris

fonte: Jornal DCI - 31/07/2002

Os sistemas de reconhecimento de íris estão saindo das telas dos cinemas e se tornando realidade também por aqui. Essa é a aposta da LG.

Segundo a empresa, já foram vendidos dois sistemas no Brasil, para a Telefonica, em São Paulo, e para um empresa nacional do setor de logística. A LG está negociando a comercialização com bancos, clubes e hospitais, mas revela que a aplicação para segurança residencial também é um mercado em potencial.

De acordo com uma fonte da LG, este é o sistema mais seguro de reconhecimento das características físicas e comportamentais do usuário. Para as leituras de impressão digital e geometria das mãos e da face, a possibilidade de erro é de uma em mil operações é mas na da íris, a chance de duas pessoas possuírem o mesmo código é inferior à capacidade populacional do planeta.

Além disso, a leitura da íris é superficial, eliminando os riscos do escaneamento de retina à operação que exige um feixe de luz entrando no olho do usuário.

O sistema possui quatro equipamentos: um servidor de alto desempenho, responsável pelo arquivo e gestão dos dados do usuário cadastrado; uma câmera, que registra a íris; um leitor óptico, que capta a imagem em preto-e-branco e um leitor que autoriza ou não a passagem pela porta ou ambiente restrito. Segundo a empresa, o sistema é vendido por mais de US$ 6 mil.


Tecnologia embutirá celular em dentes humanos

Quarta-feira, 19 de Junho de 2002 - 17h37
IDG Now!

Os dentistas que se cuidem. Engenheiros britânicos inventaram um implante dentário revolucionário que funciona como um telefone celular. Trata-se do Tooth Phone, um dispositivo constituído por um pequeno vibrador e um receptor de ondas de rádio, capaz de ser implantado no dente da pessoa durante uma cirurgia de rotina.

Desenvolvido por James Auger e Jimmy Loizeau, o aparelho é do tamanho de um microchip e, segundo eles, é pequeno o suficiente para ser implementado no dente de um ser humano.
O som, proveniente de dentro do dente como um sinal de rádio digital, é transmitido para a parte interna do ouvido por ressonância. Isso significa que a informação pode ser recebida em qualquer momento e em qualquer lugar, sem que ninguém consiga ouvi-la a não ser, é claro, o próprio usuário.

A invenção, de acordo com o site MSNBC, aumenta as possibilidades de corretores receberem os últimos boletins do mercado de ações enquanto estão no cinema, por exemplo. O Tooth Phone também pode permitir que políticos recebam instruções confidenciais de consultores enquanto são investigados pelos oponentes.

Apesar de sua semelhança com invenções de alta tecnologia, os especialistas acreditam que o utensílio pode ser o primeiro dispositivo não medicinal a ser implantado no corpo humano.

Quer ser hacker? Pegue um tubo de Pringles

Sexta-feira, 15 de março de 2002 - 16h09
Renata Mesquita, do Plantão INFO

SÃO PAULO - Olha a novidade: latas vazias da batata Pringles estão sendo utilizadas pelos hackers no rastreamento de redes wireless atrás de prováveis brechas de ataque.
A descoberta da empresa de segurança i-sec está no BBCNews de hoje (15). Eles dizem que os hackers têm usado a lata vazia do salgadinho para fazer uma "antena direcional" e, com isso, aumentar a probabilidade de "escutar" redes sem fio. Depois, fazem verdadeiras expedições, munidos do "equipamento" pelo coração financeiro de Londres.

Segundo a BBC, este esquema de circular pelas ruas munido de um laptop equipado com cartão de conexão wireless para "caçar" e mapear redes foi inventado pelo especialista americano em segurança Peter Shipley.

Em uma pesquisa informal, diz a BBC, a i-sec descobriu que mais de dois terços dessas redes não possuem nenhum sistema de proteção - 67% das redes mantinha seu sistema de criptografia de sinais de rádio desligado. Para essas companhias, a empresa instruiu que poucas modificações no hardware tornariam suas redes mais seguras.

De acordo com a i-sec, se feita corretamente, a "antena de Pringles" pode aumentar a força dos sinais de rádio das redes sem fio em até 15 decibéis. Para provar, uma equipe da empresa e jornalistas da BBC deram uma volta de 30 minutos por Londres - e conseguiram captar o sinal de quase 60 redes sem fio.

MIT criará farda da ''invisibilidade'' para soldados americanos

Quinta-feira, 14 de Março de 2002 - 12h55
IDG Now!

Parece ficção científica, mas não é. A mais nova missão do Massachusetts Institute of Technology (MIT) é criar nada menos que uniformes bélicos com capacidades aparentemente surreais: proteger, cicatrizar e até tornar os soldados americanos "quase invisíveis". O aparato será utilizado em guerras químicas e biológicas. O projeto, que demandará cinco anos, recebeu US$ 50 milhões e prevê a criação do Institute for Soldier Nanotechnologies (ISN). A entidade contará com 150 funcionários, incluindo 35 professores do MIT das áreas de engenharia, ciência e arquitetura e planejamento, e especialistas do Exército, da DuPont e físicos do Hospital Geral de Massachusetts, entre outros.

O instituto vai se concentrar em seis pontos-chave de desenvolvimento: detecção de ameaças, neutralização de ameaças (como roupas à prova de balas), encobrimento, melhora do desempenho humano, tratamento médico automático em tempo real e redução do peso do uniforme. Entre as idéias está a criação de vestes leves que, num passe de mágica, possam se transformar em um molde rígido quando um soldado quebrar sua perna, por exemplo.

"Nossa meta é melhorar a proteção e garantir a sobrevivência da infantaria americana utilizando nanotecnologia e nanociência", disse Thomas L. Magnanti, reitor de engenharia do MIT. Segundo ele, isso será possível graças ao emprego de materiais e dispositivos revolucionários compostos de partículas ou componentes minúsculos - "alguns tão pequenos, que caberiam centenas deles no ponto final desta frase."

De acordo com o MIT, com as novas capacidades, em um futuro próximo, as tropas inimigas vão se deparar com soldados americanos praticamente invencíveis, protegidos por uma blindagem e dotados de habilidades de um super-humano - saltando inclusive paredes com seis metros de altura. Alguém duvida?

Comunicação Instantânea

Entre os sistemas de "comunicação instantânea", o primeiro a fazer grande sucesso foi o ICQ. Quase todos os internautas assíduos possuem seu UIN. E devido a esse sucesso, logo apareceu o AIM da America Online. Os portais não ficaram atrás, lançando seus respectivos programas como o Yahoo Messenger e o MSN Messenger.

Conseguimos enfim, criar em poucos anos mais um Torre de Babel, afinal agora são diversos programas diferentes... cada grupo comunicando-se diariamente entre si mas nenhum sistema comunica-se com outro diferente dele. Dividimos a internet em grupos de usuários do sistema X, Y, Z, etc.

Mas há aqueles que ainda seguem os propósitos inicias da web, ou seja, permitir a comunicação entre pessoas, independente do sistema que façam uso.

Há dois novos programas na rede que substituem os aplicativos de cada sistema (ICQ, AIM, Yahoo, MSN, etc) e permitem a comunicação entre seus usuários, independente do sistema que façam uso. Para isso, basta você estar cadastrado devidamente em cada um dos sistemas. Feito isso, ao invés de instalar vários programas de comunicação diferentes, você instala apenas um!

Trillian 0.6351 / Cerulean Studios -
http://www.ceruleanstudios.com
Instan-t 2.0 / Interactive Networks -
http://www.instan-t.com

Em tempo: Mais um ponto positivo para os dois programas: são freewares.

Usabilidade do e-mail

Umas das grandes vantagens do e-mail às vezes se torna um impecilho. O e-mail não é um sistema de comunicação invasivo, ou seja, você pode controlar o momento em que deseja ler suas mensagens.

Porém dependendo do conteúdo da mensagem, talvez o momento em que você decida ler suas mensagens já seja muito tarde, melhor seria se você soubesse da existência deste e-mail logo que ele adentrasse a sua caixa postal.

Com o avançoo da tecnologia a conexão com a internet tende a se tornar permanente. Acessos via cabo e conexões ADLS já permitem que o usuário permaneça conectado durante o tempo todo. Assim já é possível ler os e-mails logo que eles são enviados a sua caixa postal.

Mais do que isso, com a nova tecnologia 2,5G teremos acesso constante a internet mesmo distante do computador. Em breve poderemos ler nossos e-mails através do celular ou do palm, mesmo estando no meio da rua.

O e-mail ganha portanto mais importância e quem sabe até maior preferência pela sociedade já que poderemos receber nossos e-mails quase que imediatamente após serem remetidos, e além disso, podendo escolher a melhor hora de respondê-los, diferente do telefone, que nos "obriga" a atendê-lo na mesma hora em que o interlocutor nos chama.

Em tempo: A convergência do celular e do palm já é certa e indiscutível. A maioria dos celulares já possuem pequenos aplicativos de organização pessoal. Se essa convergência levar ainda muito tempo, será por meros problemas burocráticos.

Rede de 2,5G já funciona em São Paulo

fonte: InfoExame

Os testes com a rede de alta velocidade de telefonia celular, também chamada de 2,5G, da operadora paulista Telesp Celular já começaaram. INFO acompanhou de perto um desses testes.

Na migração para a geração de 2,5G, a Telesp Celular optou pela tecnologia CDMA 1X. Essa tecnologia habilita os telefones celulares a ficarem permanentemente conectados é internet com velocidade nominal de 144 Kbps - exatamente 10 vezes mais rápido do que é possível hoje na rede CDMA, que funciona a 14,4 Kbps.

Com conexão permanente à internet, as operadoras trabalharão com novas formas de cobrança. Em vez de pagar por tempo de conexão, como acontece hoje com o WAP, o usuário poderá optar por pacotes de serviço ou quantidade de kilobits de informação transportada.

Se tudo correr como o planejado, a Telesp Celular deve anunciar ainda no mês de novembro a estréia comercial de sua rede de 2,5G. Quem quiser usufruir da nova tecnologia terá de mudar o aparelho celular. LG, Sony Ericsson e Samsung começam a vender seus novos telefones já no lançamento do serviço. Os preços desses equipamentos, segundo a operadora, vão variar entre 400 reais e 1200 reais.


21/11/2001
Esta é  a data de inauguração do e-BLOG. Daqui em diante notícias sobre novas tecnologias serão selecionadas e registradas cronologicamente neste BLOG.


 
Para receber esse blog por e-mail, envie uma mensagem info.ecode@messa.com.br e
escreva "incluir" no campo "assunto" da mensagem. Para cancelar, basta escrever a palavra "excluir".