14.6.09

FlashMob: HammerTime


Neste domingo aconteceu a estreia nos Estados Unidos, pelo canal A&E, do programa HammerTime; que tem como protagonista o famoso cantor do anos 90 MC Hammer.

Para divulgar o novo programa foi utilizado o já "tradicional" viral-do-youtube, mas que desta vez simula um flashmob.

A aplicação das características de um flashmob numa ação de comunicação viral é recente. No ano passado surgiram as primeiras experiências; e na época comentei que provavelmente viraria moda.

Hoje ainda não posso dizer que virou moda, mas já foram realizadas diversas experiências, e a última foi esta para o lançamento do HammerTime.

No vídeo, dezenas de atores invadem uma loja e começam a dançar uma coreografia que imita o clipe da música do cantor Mc Hammer. Ao término da música todos desaparecem da loja, sem dar explicações.

Agora, faltando menos de 1 hora para o lançamento do primeiro episódio, o vídeo já tinha sido visto mais de 1 milhão de vezes.

Marcadores: ,

12.11.08

Ações de comunicação que envolveram blogueiros

Em 2008 o termo "social media" foi definitivamente incorporado pelo mercado publicitário. Foram diversas as ações de comunicação que buscaram envolver as redes sociais.

Sempre alguém me pede para citar algum case interessante. São diversos os formatos, recursos e redes que podem ser aplicadas numa ação de comunicação. Apesar dessa diversidade, acho possível dividirmos essas ações em dois grandes grupos: as ações que geram conteúdo e esperam que o público consuma esse material e grupo daquelas que criam estratégias para que o próprio público produza o conteúdo e propague, espontaneamente, a informação.

Para ajudar eventuais interessados no assunto, resolvi fazer aqui uma lista de algumas das últimas campanhas que em comum, tinham como objetivo atingir os autores de blogs em busca de mídia espontânea na blogosfera. Veja abaixo algumas ações focadas em blogs:

LG Viewty (abr/2008): o evento ficou conhecido como "safari urbano" e levou diversos blogueiros para um passeio de helicóptero com direito a assistir um jogo no estádio do São Paulo. Cada blogueiro ganhou um celular e foi convidado a registrar todo o passeio. No dia seguinte as fotos estavam espalhadas nos blogs, flickr, etc.

Nome Próprio (mai/2008): a produção do diretor Murilo Salles organizou uma premiére do filme exclusiva para blogueiros. Além da relação com o contexto do filme, a estratégia era parte de uma espécie de "marketing colaborativo" que convidava o blogueiro a divulgar o filme.

i9 Hidrotônico (jul/2008): para o lançamento do seu novo produto a Coca-Cola resolveu selecionar 9 blogueiros que receberam uma mini-geladeira com o hidrotônico. A ação teve muita repercussão por conta do caso gerado pelo uso do termo "blogueiro de aluguel" pelo portal Blue Bus, apesar de não ser essa a primeira ação de envio do produto para autores de blogs.

Brastemp You (jul/2008): como parte das ações para o lançamento da linha "You" a Brastemp organizou um evento sobre blog e moda e convidou alguns personagens destes dois mundos para falar. O público também era formado por pessoas das duas áreas.

Doritos 5Kg (out/2008): para divulgar sua promoção a Doritos distribuiu pacotes exclusivos de 5Kg para um público selecionado de formadores de opinião e influenciadores de rede. Dentre eles foram eleitos alguns autores de blogs. Além dos posts em blogs essa ação gerou também fotos no flickr e vídeos no youtube.

Outubro Rosa – Roche (out/2008): aproveitando do termo "blogagem coletiva" essa campanha da Roche para conscientização sobre o câncer de mama convidou blogueiras a escreverem posts sobre a doença.

O de sempre nunca - Bavaria (nov/2008): a Bavaria montou um blog com conteúdo produzido por 6 colaboradores que são jornalistas e também blogueiros. Qualidade editorial é a aposta para gerar uma comunidade que também faz uso das redes flickr, youtube e facebook.

Ultimate Blog Challenge - LG (nov/2008): nesta ação foram convidados outros 6 blogueiros famosos para participar de uma espécie de gincana em que o número de participantes na equipe de cada blog ajuda a garantir a vitória, ou seja, para ganhar é necessário divulgar bastante o campeonato.

Os casos citados acima não são, necessariamente, os melhores realizados até agora. São apenas, aqueles que me lembrei agora. Caso saiba de algum outro que merece destaque, deixe um comentário. De qualquer maneira, espero que o post seja útil!

Marcadores: , , , ,

3.10.08

McDonald´s: rato no sorvete [updated]

Espero que esse blog não se torne um espaço exclusivo para as coisas "nojentas" da área de alimentação. Porém dentro da proposta original cabe a discussão sobre o poder que o consumidor adquiriu com a internet e portanto, lá vai:

Por conta de um post em que comentei sobre um "corpo" estranho encontrado dentro das embalagens de sucos industriais, recebi um e-mail de uma leitora do blog solicitando ajuda para confirmar um novo fato.

Pesquisei na internet e ainda não encontrei nada. A história parece recente. Se alguém tiver alguma informação adicional, inclusive se por acaso se trata de farsa, por favor, deixe um comment! Tanto pode ser alguém apenas querendo gerar polêmica falsa. Bem como pode ser um fato verídico e nesse caso, salientar a necessidade de uma verificação sanitária nessa determinada loja.

O e-mail que está começando a rodar por aí é o seguinte:

------------
Pessoal uma colega foi sábado dia 30/08/08, ao shopping GRANDE RIO, (MC DONALD’S) quando estava na fila veio uma moça gritando muito, pedindo para levarem ela p/ o hospital p/ fazer uma lavagem porque tinha um rato na casquinha dela, ai jogou o sorvete no balcão do caixa e mostrou o camundonguinho morto, quando ela terminou a parte de cima do sorvete , mordeu o rabo do rato!!!

Aí ela tirou esta foto!
A moça estava estérica , e não é pra menos!!!!
-----------

Na mensagem aparece o nome do remetente. Optei por omitir seu nome para preservar sua imagem já que essa pessoa apenas repassou o alerta. Infelizmente essa pessoa não sabe identificar o remetente original. Também escrevi para o McDonald's abrindo esse espaço para uma resposta oficial, mas até agora não tive retorno.

Acreditem ou não, minha intenção com esse post não é fazê-los nunca mais entrar num McDonald´s. O que interessa a esse blog é mostrar como hoje o consumidor tem mais facilidade para divulgar e espalhar por aí eventuais problemas que tenham com determinado produto ou serviço. As consequências ampliam quando publicado num blog, pois a informação fica registrada por tempo indeterminado.

Diversas empresas já estão prestando atenção para isso e contratando serviços especializados para rastrear tudo o que é publicado na internet e procurar dar a resposta adequada em cada caso.

[updated 14/10/08] O blog e-farsas foi atrás e levantou diversos pontos que levam a crer se tratar de um falso boato. Motivo? Talvez prejudicar a marca ou simplesmente promover um spam. O McDonald´s respondeu o contato feito. Está tudo publicado no post.


[updated 15/10/08] Cerca de 1 semana após o contato que fiz com o McDonald´s recebi uma resposta; a mesma que foi enviada para o site e-farsas. Estou republicando abaixo para dar assim, o direito de resposta ao McDonalds:


-------------------
Prezado Sr. Eric,

O McDonald's repudia veementemente um e-mail de remetente não identificado, de conteúdo irresponsável e sem fundamento que tem circulado pela Internet dando conta de que uma consumidora teria encontrado um camundongo em um sorvete da rede.

O McDonald's segue o mais rígido e avançado controle de Segurança Alimentar do país. O fato abordado na corrente é simplesmente impossível de acontecer. Não há como qualquer objeto passar pelo bico da máquina de sorvete. As casquinhas de todos os sorvetes são embaladas uma a uma. Além disso, os restaurantes são vistoriados regularmente pelos órgãos de saúde e podem ser visitados a qualquer momento por qualquer cliente que assim desejar.

Infelizmente, por se tratar de corrente de remetente anônimo, a empresa não pode tomar qualquer atitude legal contra os responsáveis.

O McDonald's reforça que oferece sempre produtos seguros e de alta qualidade aos nossos consumidores. Reiteramos que os consumidores que ponham isso em dúvida estão convidados a conhecer a cozinha de nossos restaurantes e conversar com um de nossos gerentes.


Atenciosamente,

Departamento de Relacionamento com o Cliente
McDonald’s Brasil
-------------------



Segue abaixo outros posts relacionados:
- Bichos nos sucos Mais e Del Valle ?!?!
- Denúncia: supermercado Extra engana consumidor
- Consumidor ganha poder através dos blogs e redes sociais
- O paradigma do blog corporativo



Marcadores: , ,

28.9.08

Criatividade no conteúdo e no formato

---------------------------------------------------------
Artigo publicado originalmente na coluna "Pensamento Digital"
do portal JumpExec em 16/09/2008
http://jumpexec.uol.com.br/index.php?sub=5&land=ler&idArtigo=2428
---------------------------------------------------------

O discurso sobre o processo criativo envolver todas as áreas de uma agência de publicidade não é novo, mas tratando de ações que envolvem os meios digitais, esse discurso parece ganhar um aspecto mais real e concreto.

Essa reflexão nasceu a partir de uma discussão que aconteceu recentemente em meu blog. A questão eram os novos formatos que estão aparecendo e uma possível fragilidade: a repetição de uma mesma narrativa no conteúdo pode esgotar o formato e deixar de atrair e impactar o consumidor.

Cronologicamente falando, é cada vez menor o período de evolução de uma nova tecnologia, bem como seu processo de amadurecimento. Concluímos que o mesmo pode ocorrer para os formatos.

Algumas décadas atrás aparentemente era mais fácil identificar os formatos publicitários existentes para cada mídia de massa. Hoje vemos surgir novos formatos a cada nova campanha. De fato há uma tendência (muito oportuna) de apropriar-se ou mesmo criar um novo formato que seja adequado para as especificidades de cada produto e público-alvo. No fundo, perde-se até o sentido da palavra "formato".

E pior, alguns começam a rever a necessidade do profissional de mídia dentro da agência, como tem alertado André Porto Alegre (presidente da APP - Associação dos Profissionais de Propaganda). Em meu ponto de vista o caso é exatamente outro! É agora que o mídia deve ser valorizado, mas esse assunto deixo para outro artigo.

Foco na questão do formato no meio digital. Diferente dos meios de massa, aqui a interatividade é fator essencial. Para exemplificar, vamos falar de um formato muito recente de mobile marketing em que a proposta é interagir o telefone ou celular do usuário com um vídeo publicado num hotsite.

Uma das primeiras ações de comunicação a utilizar tal formato aconteceu em abril de 2008 para o lançamento do filme "Uma Chamada Perdida". No filme os personagens recebiam uma mensagem de voz em seus celulares. Na ação criada, a pessoa recebia uma ligação em seu celular enquanto assistia o trailer do filme.

Mais recentemente um hotsite criado para a L´oreal mostrava um vídeo com a atriz Grazi Massafera convidando o visitante do hotsite a fornecer seu número. Em seguida o vídeo mostrava a Grazi ligando para o número indicado e o usuário recebia a ligação, que mantinha o tempo todo a sincronia com o vídeo na internet.

E neste último dia dos pais a TIM realizou campanha semelhante em que uma menina solicitava o número do celular para "contar um segredo". Estes três casos mostram ações originais que atraem o público-alvo e estimulam o buzz. Em geral o resultado é atingido com extremo sucesso.

Mas fica o alerta: logo mais será cada vez mais difícil convencer a pessoa a fornecer o número do seu telefone/celular. Conforme iniciei esse texto, a repetição pode esgotar o formato e deixar de atrair e impactar o consumidor. Antes o esgotamento de um formato demorava mais do que agora. As pessoas eram mais receptivas à mensagem publicitária e mais, nos meios digitais a interação exige a permissividade para que a mensagem seja completada. Como conquistar essa permissão?

Fica então a necessidade de criar conteúdos para esse formato com narrativas extremamente originais, que garantam o interesse e envolvimento da pessoa; ou então será apenas "mais um daqueles vídeos que ligam para o seu celular".

---------------------------------------------------------
Artigo publicado originalmente na coluna "Pensamento Digital"
do portal JumpExec em 16/09/2008
http://jumpexec.uol.com.br/index.php?sub=5&land=ler&idArtigo=2428
---------------------------------------------------------

Marcadores: ,

1.9.08

Lá vem a Axe mais uma vez


Estreiou hoje nova campanha da Axe, seguindo ainda o mesmo conceito, um tanto machista no meu ponto de vista, mas sempre muito inovador e criativo no uso das mídias, principalmente as mídias sociais para gerar buzz.

Desta vez o comercial de TV mostra mulheres correndo em direção ao homem que aplica Axe no corpo. Aqui está o vídeo americano:



Antes do lançamento do comercial no Brasil foi feito um teaser no YouTube:



Para gerar buzzmarketing a Axe produziu ainda uma ação com mulheres correndo pelas ruas de São Paulo (foto que abre esse post) e o game de internet "Billions" em que é possível ganhar prêmios oferecidos não só pela Axe, mas também pelas marcas Puma, Red Bull, Doritos e Burger King. Confira em www.efeitoaxe.com.br



crédito: visionando

Marcadores: , ,

31.8.08

[drops] Oi na Hello Interactive

Pelo visto logo mais teremos boas ações interativas para o lançamento da Oi em São Paulo, pois a conta foi parar na mão da Hello Interactive. É só esperar pra ver.


Marcadores: ,

24.7.08

Um microblog nacional para o mercado teen

O QUE É:
O Diário Celular é um produto da Compera nTime, empresa voltada para serviços de valor agregado para celular.

Aproveitando o lançamento do novo recurso de aplicações OpenSocial do Orkut e também a moda do microblog que atinge por enquanto apenas os heavy users da internet, a Compera nTime lança um serviço de rede social através de mensagens de texto (SMS) do celular.

O formato do Diário Celular aparenta um foco no mercado teen, o mesmo que fez o sucesso do Orkut no Brasil.

Para utilizar o serviço inicialmente é necessário entrar na nova área de aplicativos do Orkut e procurar por "Diário Celular" (ou então pegue aqui o link direto). Depois é só seguir os passos para cadastrar o número do seu celular. É importante lembrar que cada SMS enviado é cobrado pela operadora do celular.

COMO FOI O LANÇAMENTO:
O lançamento do produto aconteceu ontem em um evento no MAM (parque Ibirapuera), organizado pela recém criada agência Pólvora!. Aliás, tenho alguns amigos trabalhando na nova agência e deixo aqui meus parabéns pelo evento de ontem.

O público era formado por autores de blogs e demais heavy users da internet. A idéia da Pólvora! era apresentar o produto aos heavy users para que eles iniciassem a propagação do buzz pela internet, mesmo sabendo que eventualmente não serão eles os principais "consumidores" do serviço. No início do evento a apresentadora da noite, Rosana Hermann, apresentou a promoção "Tá Fazendo o q?", criada para incentivar o uso do novo serviço.

"Tá fazendo o q?" é uma espécie de reality show através do celular. Durante sua apresentação, Rosana Hermann chamou cada um dos 15 integrantes que durante 30 dias deverão passar o dia-a-dia enviando SMS´s para o Diário Celular. São eles: Bruno Dookie, Caio Novaes, Camila Coutinho, Darth Pri, Fernanda Pineda, Flávio Lamenza, Geovana DG, Guilherme Tomé, Guilherme Valadares, Lia Kitty, Luiza Gomes, Marina Santa Helena, Mirian Bottan, Raquel Juraski e Sarah Bergamasco. Alguns são universitários e outros recém formados. Por coincidência muitos trabalham também em agências de comunicação para meios digitais (buzzmarketing, viral, social media, etc).

Ganha a promoção aquele que conseguir acumular o maior número de pontos obtidos através do envio de updates, do número de comentários recebidos em suas postagens, provas, etc. O 1º colocado leva um Iphone e um Macbook, o 2º colcoado um Laptop e 3º colocado ganha um Ipod Touch. Se quiser acompanhar tem ainda a comunidade no Orkut (clique aqui).

crédito da foto: James Della Valle

Marcadores: , , ,

12.7.08

[drops] New Beetle do Fenômeno à venda no YouTube

O tempo passa e a internet evolui. Seus usuários não cansam de experimentar novas estratégias de comunicação e assim, desenvolvem uma linguagem própria dos meios digitais.

Aqui vai uma forma inusitada de vender um carro usado: Marcio Juniot, redator da agência Neogama, resolveu colocar à venda o New Beetle que um dia foi do Ronaldo (O Fenômeno).

Colocou um vídeo no YouTube para mostrar o carro e lançou a "promoção": se o vídeo atingir mais de 100.000 acessos, 20% do valor será doado para o Graac. Se chegar a 500.000 ele doa 50%. O lance mínimo é de R$50.000.

Se fosse um mero anúncio de classificados no jornal impresso sem dúvida não teria nota no BlueBus.

Marcadores: ,

7.7.08

Ação de mobile marketing faz Grazi ligar para você


Essa dica foi enviada pelo Twitter por @comunicadores. Para divulgar seu produto a L´oreal acaba de colocar no ar uma ação de mobile marketing criada pela Publicidade Interativa.

No mobile marketing a moda é interagir um vídeo na internet com o telefone ou celular do usuário.

Neste caso a ação acontece da seguinte maneira: foi criado um hotsite que traz a chamada "O que está acontecendo com a Grazi?". Um vídeo de introdução diz que Grazi Massafera está ligando para sua amigas para contar a novidade, se quiser saber, basta indicar o seu número de telefone.

Em seguida aparece um vídeo da Grazi com seu celular, sentada num sofá. No instante seguinte seu telefone começa a tocar e enquanto você ouve a gravação da Grazi, o vídeo segue adiante. Num dado momento ela retira da bolsa a embalagem do produto que aparece em detalhe no vídeo.

No fim da interação o hotsite permite ainda clicar nos objetos da cena para obter mais detalhes sobre o produto e enviar a dica para um amigo.

Você leitor deste blog, assim como eu, deve achar um tanto brega a narrativa da ação, mas de fato não somos o público. E admito que o enredo atende bem ao público-alvo. A questão é acreditar que o público deste produto é usuário freqüente da internet e será atingido pela comunicação. Pelo visto a L´oreal resolveu apostar. E acredito que não vai errar, pois boa parte do público tem acesso à banda larga, nem que seja do trabalho. Basta dar uma volta pelo Orkut para conferir.

Em geral campanhas como está ficam pouco tempo no ar por causa do alto custo das ligações. Se quiser tentar ver a campanha, clique aqui.

Assim como várias outras ações inusitadas que fazem uso do meio digital, logo mais o modelo perde a graça; mais ninguém gastará tempo ouvindo mensagem no telefone e será necessário criar um novo modelo.

Marcadores: ,

18.6.08

LG: Scarlet, a nova série da/de TV

Hoje ao entrar no site da Fnac (BR) vi o teaser de lançamento da nova linha de televisores da LG. A mensagem diz "Scarlet: a nova série de sucesso da TV". Trata-se da mesma campanha já veiculada lá fora. Porém a versão em português perde um pouco do duplo sentido.

Lá fora o lançamento aconteceu em 30 de Abril. O teaser tinha exatamente a mesma proposta. Diversos filmes foram colocados no YouTube e um buzzmarketing lançou o boato de que a tal atriz que aparece no teaser estava de caso com o rapper Puff Daddy. Era uma campanha completa para fazer entender que se tratava de uma nova série / seriado de TV. A mensagem dizia apenas "The hit new TV series". Abaixo um dos teasers:



Mas no dia 30 de Abril o filme de lançamento revela que não se trata de uma série / seriado de TV mas na verdade de uma série / aparelho de TV e por fim, revela-se a marca: LG. Veja agora o filme de lançamento:



Como se vê trouxeram para o Brasil a mesma campanha, porém, na minha opinião infelizmente a mensagem "Scarlet: a nova série de sucesso da TV" não tem o mesmo jogo de interpretação que a versão em inglês - "Scarlet: the hit new TV series" - permite. Pois afinal aqui no Brasil estamos acostumados a utilizar o termo "linha de produtos" ou "linha de televisores" ao invés de "série de produtos" ou "série de televisores".

Além disso, apesar de não ser gramaticalmente incorreto, preferimos usar "nova série da TV" para fazer referência ao conteúdo (programas/seriados) e "nova série de TV" para fazer referência ao aparelho televisor, não é?

Marcadores: ,

14.6.08

[drops] Chevrolet faz ação com blogueiros

Acontece neste exato momento uma ação de social media para promover o Chevrolet Prisma junto aos principais blogueiros do São Paulo.

Como conta Ariel Gajardo no blog do Rafael Ziggy, o "Sim, Viral", o Diretor de Marketing da Chevrolet, Samuel Russell, enviou por e-mail um vídeo convidando para o evento que aconteceria hoje, 14 de junho, no Credicard Hall (SP).

Em sites como o summize.com é possível acompanhar os flashes enviados pelos blogueiros através do Twitter (tags: #chevrolet e #chev).

E a partir de amanhã devem começar a aparecer posts pelos blogs comentando o que foi visto por lá, vamos esperar pra ver...

Marcadores: ,

6.6.08

Primeiro caso de SPAM brasileiro no Twitter: Casas Bahia

Foi o Carlos Merigo quem deu a dica em seu blog: a Casas Bahia resolveu usar o rede Twitter em sua estratégia de comunicação, assim como fizeram outras marcas pioneiras.

Porém ela conseguiu algo que a diferenciou das outras marcas: lançou o pior modelo de uso do Twitter em ações de comunicação.

De fato, talvez melhor classificar como SPAM e não uma efetiva ação de comunicação.

A Casas Bahia criou um usuário no Twitter que fica constantemente enviando a mesma mensagem publicitária para cada usuário da rede.

A segunda fase do projeto é mais coerente: o usuário no Twitter é utilizado parar publicar mensagens de amor encaminhadas pelos participantes da campanha para o dia dos namorados, mas sem dúvida a primeira fase da campanha não caiu bem aos olhos dos usuários da rede Twitter.

Não, realmente algumas marcas não entendem nada de social media... ou melhor, a culpa nem sempre é da marca, mas da agência que criou a estratégia de comunicação.

Marcadores: , ,

[updated] Limão fará flashmob nesta terça


O portal Limão, além de utilizar o espaço de mídia de forma inusitada, na próxima terça irá promover um flashmob para a gravação do seu comercial.

O flashmob é o termo utilizado para ações de mobilização de um grupo de pessoas organizadas através de redes de comunicação como o celular ou a internet. Até então a maioria dos flashmobs realizados tinham objetivos lúdicos ou político-sociais.

Na minha opinião o flashmob deve ser a próxima moda das ações de marketing viral e guerrilha. Passada a fase dos vídeos de YouTube e mais recentemente os virais utilizando blogs e redes sociais, agora devem surgir cada vez mais ações promovendo a mobilização do consumidor.

O portal Limão dá a dica de como realizar uma ação destas: já faz alguns meses que são publicadas em revistas e jornais anúncios contendo apenas a frase "Anúncio do Limão". Cartazes e folhetos semelhantes também foram distribuídos pela cidade. As peças solicitavam para que a pessoa efetuasse seu cadastro no site e guardasse o anúncio.

O grupo criado dentro do portal para divulgar a ação já conta com mais de 6.000 pessoas. Muitas delas trocam mensagens e enviam fotos segurando o anúncio.

Meses se passaram e finalmente apareceu dentro deste grupo uma chamada para a gravação do comercial que deve acontecer na próxima terça, dia 10 de Junho, às 10h00, no MuBE na Av. Europa em São Paulo.

Os interessados devem aparecer no local e hora indicados, munidos do anúncio e de uma autorização de uso de imagem que pode ser baixada no portal. Em breve teremos um comercial na televisão gravado com os próprios consumidores.

Estratégia de comunicação com uso criativo das mídias: essa é a nova regra da publicidade.

- MAIS:
Um grupo de alunos do último semestre da Faculdade de Comunicação e Marketing da FAAP vai apresentar, na próxima semana, uma proposta de campanha de comunicação para o portal Limão, como projeto de conclusão do curso.

Para divulgar seu trabalho o grupo colocou no saguão de entrada do prédio uma caixa de vidro repleto de limões. Aquele que acertar o número exatos de limões ganha 2 convites para a festa de formatura. Para receber os palpites foi criado o usuário "Missão Limão na Faap" dentro do portal.


[UPDATED] A chamada para o comercial conseguiu reunir um grande volume de pessoas, que toparam passar o dia todo no MuBE para a gravação do comercial. Veja abaixo um vídeo do making-off:

Marcadores: ,

5.6.08

200 pessoas algemadas na Paulista e Berrini

Na próxima terça, 10/junho, às 22h estréia no canal Fox a série "9MM São Paulo", que conta com 4 episódios de 1 hora cada.

Pretendia fazer um post sobre o assunto, pois trata-se da primeira produção da Fox Brasil gravada integralmente em São Paulo. Aproveitando a temática que fez sucesso com "Cidade de Deus", a série da Fox mostra a periferia de São Paulo e as questões morais de uma polícia corrupta.

Mas o colaborador Ariel Gajardo trouxe uma informação adicional para completar esse post: para divulgar o lançamento da série a agência Espalhe fez uma ação que está ocorrendo nesse exato momento.

Eu não vi pessoalmente, mas parece que euem passar agora pela Av. Paulista e pela Berrini verá em diferentes pontos, pessoas algemadas em postes, árvores e grades da cidade. Ao total são 200 pessoas algemadas, vestindo a camiseta de divulgação da série.

A agência Espalhe colocou algumas fotos da ação no Flickr.

Segue abaixo um dos vídeos de divulgação da série:



[UPDATED] Nos comments abaixo o grande Gustavo Fortes da Espalhe esclarece que a campanha foi criada pela Santa Clara e a Espalhe fez a operação da ação. Via Twitter ele avisa que a ação acabou às 14h.

Também pelo Twitter @froio e @frufru avisaram que viram a ação.

Abaixo segue um vídeo da ação:





Mais sobre:
- 9MM - São Paulo em ação de marketing nas ruas
- Algemados na Paulista e na Berrini
- Para promover série, pessoas passam a manhã algemadas na Paulista
- Algemados na Paulista - FOX para 9mm São Paulo

Marcadores: ,

3.6.08

Ações de comunicação colaborativas

---------------------------------------------------------
Artigo publicado originalmente na coluna "Pensamento Digital"
do portal JumpExec em 02/06/2008
http://jumpexec.uol.com.br/index.php?sub=5&land=ler&idArtigo=2268
---------------------------------------------------------


O estímulo à colaboração é considerado fator intrínseco ao meio digital, assim como a própria interatividade. É a partir desse fundamento que nasceram iniciativas como as redes de compartilhamento P2P (Peer-to-Peer) e também portais de conteúdo dinâmico como a Wikipedia.

Em tempos de web 2.0 a colaboração ganhou ainda mais valor. As novas redes sociais que apareceram desde 2007 estão baseadas nestes dois conceitos: interatividade e colaboração. Facebook, Twitter e Pownce são redes sociais em que todo o conteúdo que movimenta a rede é produzido pelo próprio usuário (interatividade) e seu objetivo é compartilhar informações dentro do grupo (colaboração).

Sob esse ambiente é provável que apareçam iniciativas que procurem usar da colaboração em ações de publicidade e marketing nos meios digitais. Parece estranho pensar numa colaboração espontânea para uma comunicação publicitária, mas de fato é algo possível.

Não sei ao certo que título terá essa modalidade, pois o termo marketing colaborativo já é aplicado para designar a relação de proximidade que surgiu entre o cliente e a empresa nos últimos anos. Há ainda aqueles que chamam de marketing colaborativo aquilo que na verdade trata-se do marketing viral.

Essa modalidade do marketing que faz uso do conceito de colaboração, que irei denominar simplesmente de ações colaborativas, diferencia-se das ações de marketing viral justamente pelo envolvimento do consumidor com a marca. No caso do viral, a proposta é estimular a propagação espontânea da informação usando como atrativo algum apelo emocional, como por exemplo, um vídeo cômico ou dramático. A informação é então retransmitida exclusivamente por conta da situação cômica (ou dramática) que ele apresenta e não por causa do envolvimento com a marca. Algumas vezes o receptor da mensagem nem mesmo chega a reconhecer a marca inserida na mensagem.

Já no caso das ações colaborativas a relação do receptor da mensagem com a marca ou o produto é fator determinante para a propagação da mensagem. Em geral a ação consiste na apresentação do produto ou da informação para um grupo de influenciadores da rede social que compõe o público-alvo. Esse grupo de influenciadores vai então avaliar a qualidade daquele produto ou daquela informação e a partir dos seus interesses próprios avalia a possibilidade de disseminar para seu grupo de relacionamento a novidade de forma completamente espontânea. Muito semelhante, portanto, ao modelo de relacionamento adotado pela assessoria de imprensa com o mercado editorial.

Esse tipo de ação colaborativa também é comum no buzzmarketing, ou seja, o tradicional boca-a-boca, porém, como já foi comentado, somente para casos em que é evidente a relação de proximidade entre o disseminador da mensagem e a marca. Em geral o disseminador, por confiar muito em determinada marca, toma a iniciativa de divulgar uma novidade que tomou ciência a partir de um comunicado que recebeu diretamente da empresa.

É possível que ações como essas sejam cada vez mais freqüentes, pois afinal, com o crescimento dos meios digitais, de um lado o consumidor ganha mais poder de voz para disseminar sua opinião; e do outro, fica mais fácil identificar os influenciadores de uma rede social por conta do avanço dos diversos sites de relacionamento.

---------------------------------------------------------
Artigo publicado originalmente na coluna "Pensamento Digital"
do portal JumpExec em 02/06/2008
http://jumpexec.uol.com.br/index.php?sub=5&land=ler&idArtigo=2268
---------------------------------------------------------

Marcadores: ,

25.5.08

Viral da semana: Blindness e Saramago


Aproveito o tema para falar de uma variação do marketing viral que começa a surgir aos poucos: com o objetivo de trabalhar melhor as redes sociais, algumas ações de comunicação buscam atrair os "influenciadores" das comunidades, estimulando-os a contribuir espontaneamente com a propagação da informação. Uma nova espécie de "marketing colaborativo".

O marketing viral usa de um fator externo à marca para atrair e estimular a propagação espontânea. Em geral é algum apelo cômico ou dramático. A marca é espalhada por conseqüência.

Neste novo modelo procura-se convencer os influenciadores da rede social de sua qualidade e benefícios de determinada marca/produto para que então espontaneamente a comunicação seja espalhada.

O viral desta semana é um exemplo que traz as duas características: existe o apelo dramático, mas também o estímulo a divulgar algo que aparentemente merece sua colaboração.

Trata-se de um vídeo no Youtube que flagra a reação do autor José Saramago logo após assistir a exibição do filme Blindness (Ensaio sobre a Cegueira) do diretor Fernando Meirelles. A exibição aconteceu na semana passada durante a abertura do Festival de Cannes 2008.

A expectativa pelo sucesso internacional do filme de um diretor de cinema brasileiro e a emoção de Saramago fazem o vídeo propagar rapidamente pela rede. E neste caso, aquele que retransmite a mensagem sabe que ao fazê-lo está também por conseqüência divulgando o filme de Fernando Meirelles. É, portanto, uma propaganda consciente.

Em 4 dias o vídeo já foi visto cerca de 23.000 vezes.



Aproveite e veja o trailer do filme, que por sinal, em dois meses foi visto cerca de 20.400 vezes.



Veja mais:
- Meirelles e Saramago: quando as luzes se acendem
- A reação de Saramago depois de ver Blindness
- Reação de Saramago



Marcadores: , , ,

29.4.08

Bichos nos sucos Mais e Del Valle ?!?! [updated]


No inicio de março/2008 recebi uma daquelas "correntes" enviadas por e-mail que alertava sobre um objeto estranho encontrado dentro da embalagem tetrapack de 1L do suco da marca Mais.

Como não sou consumidor do produto não dei muita atenção, porém achei um tanto estranha a aparência do tal objeto que informavam estar dentro da embalagem. As fotos, eram cerca de 4, impressionavam bastante e o e-mail falava sobre a possibilidade de tratar-se de alguma espécie de bicho.

Agora na última semana do mês recebi mais um e-mail, encaminhado por outra pessoa. Desta vez havia uma longa descrição do "caso", comentando inclusive contatos com o fabricante etc. Mais uma vez havia um objeto dentro da embalagem do suco, mas desta vez era da marca Del Valle.

Tanto a marca Mais quanto Del Valle pertencem atualmente à Coca-Cola do Brasil o que poderia, eventualmente, justificar a mesma falha nos dois produtos.

Mas o que motivou escrever esse post é uma outra possibilidade para essa história: todo o sensacionalismo do e-mail bem como das diversas fotos anexadas me fazem pensar na possibilidade de um "viral" com o objetivo de difamar tais marcas que possuem grande fatia do mercado consumidor.

Ou seja, uma possível ação anônima para diminuir o consumo desse produto e quem sabe abrir espaço para um concorrente indireto, a partir da diminuição do espaço conquistado pela Coca-Cola.

Na internet não encontrei nenhuma informação adicional. Caso tenha algum dado novo e queira colaborar com essa "investigação", deixe seu comentário!

[UPDATED 01/05/08] Recebi ontem uma mensagem da Del Valle dizendo que ainda está analisando o material e que não possui informações adicionais:

-----------------
from: sac.br@delvalle.com.br

Ficamos gratos por ter nos procurado, pois você nos proporcionou a oportunidade de esclarecer o conteúdo da mensagem que nos enviou, referente a um problema ocorrido com o suco Del Valle Soja sabor Laranja.

Assim que conversamos com a consumidora Regina Lavalli Ramos, tomamos todas as providências para recolher o produto e enviá-lo para análise. No momento, a amostra já foi encaminhada para o nosso Departamento de Controle de Qualidade e será analisada junto com amostras do mesmo lote de fabricação. Assim que tivermos o resultado, entraremos em contato com você.

Por enquanto, contando com sua confiança em nossa marca, colocamos nossos serviços à disposição para esclarecer eventuais dúvidas e receber suas opiniões.

Atenciosamente,
Lizzie Taba
Serviço de Atendimento ao Consumidor Del Valle
-----------------



[UPDATED 06/05/08] Hoje a Del Valle enviou para meu e-mail o comunicado que segue abaixo. Mesmo que ainda esteja em aberto o caso do suco Mais! é verídica a existência da reclamação de uma consumidora do suco Del Valle e fica de certa forma descartada a hipótese de algum plano para denegrir a imagem das marcas envolvidas.

-----------------
from: sac.br@delvalle.com.br

Olá, ERIC !
Conforme prometemos no e-mail anterior, estamos enviando o resultado da análise realizada pela Del Valle referente à reclamação divulgada em corrente pela internet. Ficamos gratos por ter nos procurado, pois você nos proporcionou a oportunidade de esclarecer o ocorrido. Segue abaixo a posição oficial da empresa.
Atenciosamente,
SAC Del Valle

ESCLARECIMENTO AO CONSUMIDOR
Todos os produtos da Sucos Del Valle, sem exceção, passam por rigorosos processos de análise de qualidade, o que garante sua liderança absoluta há anos.

Infelizmente, têm circulado em "corrente" na internet textos referentes à reclamação de uma consumidora do Del Valle soja laranja sobre um objeto estranho encontrado no referido produto.

Face à circulação desta notícia e em respeito aos seus milhões de consumidores, a Sucos Del Valle vem informar que o atendimento foi realizado através do SAC (serviço de atendimento ao consumidor) no dia 04/04/2008.

A embalagem recebida da consumidora estava aberta, sem nenhum vestígio de produto, cortada e contendo, aparentemente, um bolor. Análises conduzidas pelos técnicos do laboratório de controle de qualidade da Sucos Del Valle do Brasil constataram que havia, também, um rompimento da solda longitudinal, responsável pelo fechamento das embalagens.

Esse rompimento, possivelmente, foi ocasionado pelo manuseio inadequado da embalagem, durante alguma das etapas do processo de distribuição, onde a embalagem deve ter sofrido impactos maiores do que aqueles que pode suportar, seja no carregamento, descarregamento, distribuição ou no empilhamento, e até mesmo ter sofrido uma queda no ponto de venda. Com a estrutura da embalagem comprometida, há a formação de micro furos que permitem a entrada de ar e, consequentemente, oxigênio e microorganismos que em contato com o produto podem alterar o sabor e o odor e até provocar a formação de bolor. Geralmente, o indício de alteração das qualidades do produto é a embalagem apresentar um leve estufamento.

No caso analisado, o objeto estranho identificado é um bolor possivelmente provocado pelas condições acima mencionadas. O processo produtivo dos Sucos Del Valle é composto por vários filtros (pasteurização e homogeneização) que impedem a presença de qualquer objeto estranho no processo de produção e de envase das embalagens dos produtos.

Portanto, a presença de objetos estranhos nos nossos produtos é totalmente descartada. Assim, a entrada de qualquer objeto só ocorre após o produto ter sido aberto para consumo ou por causa de danificação da embalagem.

A Sucos Del Valle, também, mantém amostras de segurança de todos os lotes produzidos, conhecidas como amostras de referência. Analisando este material do lote em questão, da embalagem entregue pelo consumidor, nada foi identificado com relação às características físico-químicas, microbiológicas e de embalagem.

Esperamos com esses esclarecimentos dar fim aos apontamentos infundados e reforçar que a Sucos Del Valle é uma empresa que prima pela qualidade dos seus produtos e respeita seus consumidores.

São Paulo, 29 de abril de 2008.

Sucos Del Valle do Brasil
-----------------


Segue abaixo outros posts relacionados:
- McDonald´s: rato no sorvete
- Denúncia: supermercado Extra engana consumidor
- Consumidor ganha poder através dos blogs e redes sociais
- O paradigma do blog corporativo



Marcadores: , , ,

27.4.08

Madonna - Message to YouTube

Até Madonna já percebeu o valor e o retorno que ações de marketing digital oferecem atualmente.

Para o lançamento do novo álbum Hard Candy criou-se um canal exclusivo no YouTube. Ali, além de clipes de músicas da cantora há também, desde a semana passada, um vídeo com uma mensagem de Madonna estimulando os usuários do YouTube a criarem vídeos utilizando seu novo single "4 minutes". Alguns dos vídeos podem ser vistos neste link.

A mensagem de Madonna segue o estereótipo do "vídeo caseiro", característica comum das ações de marketing viral que fazem uso do YouTube . Confira abaixo:



Marcadores: ,

31.3.08

Uma filosofia dos meios digitais

---------------------------------------------------------
Artigo publicado originalmente na coluna "Pensamento Digital"
do portal JumpExec em 31/03/2008
http://jumpexec.uol.com.br/index.php?sub=5&land=ler&idArtigo=2043
---------------------------------------------------------

Vilém Flusser (1920-1991) foi um filósofo theco que viveu por muitos anos no Brasil e aqui desenvolveu seus trabalhos de pesquisa, muitos deles relacionados à imagem, em particular, à linguagem fotográfica.

Em um de seus livros - “A Filosofia da Caixa Preta” (1983) - ele faz uma reflexão sobre a fotografia, mas que serve bem para qualquer aparelho tecnológico de comunicação, bem como para os meios digitais.

Para ele, o avanço tecnológico permitiu o surgimento de equipamentos que desempenham sua função sem a necessidade de um conhecimento científico aprofundado sobre seu funcionamento por parte do seu usuário. Hoje em dia podemos exemplificar essa idéia a partir das máquinas fotográficas digitais: basta clicar e a foto é registrada, inclusive com certa garantia de qualidade. Aquele que faz uso do “aparelho” Flusser vai chamar de “funcionário”, pois apenas opera o equipamento, sem conhecer propriamente seu funcionamento.

A vantagem da automatização dos processos é evidente e largamente aceita pela sociedade, seja uma máquina fotográfica, uma filmadora, um software gráfico ou mesmo um carro, quanto mais prático e automatizado, melhor. O problema existente aqui é que no mundo dos “funcionários” não há espaço para criatividade.

Flusser inclusive diz que a liberdade está justamente no ato de jogar contra o aparelho tecnológico, pois caso contrário, estaremos todos produzindo produtos semelhantes, produtos automatizados, sem nenhuma originalidade ou criatividade. É somente quando você subverte o equipamento que começa a surgir um produto criativo. E para fazê-lo, é necessário conhecer seu funcionamento, ou seja, nas palavras do filósofo, é necessário conhecer a caixa preta, entender seus procedimentos, para então manipulá-los.

Ao dizer que se faz necessária uma filosofia da fotografia, Flusser defende a necessidade de conhecer a linguagem fotográfica para saber operar sobre ela e não ser operado por ela. É neste ponto ao qual faço a relação com os meios digitais.

Vivemos um momento único que é justamente o processo de formação de uma nova linguagem; a linguagem dos meios digitais. Neste contexto, só é criativo e capaz de operar sobre essa linguagem aquele que domina seus procedimentos. É hora de acordar e correr atrás, pois em breve todos que atuam na área da comunicação terão que lidar indubitavelmente com a cultura do digital.

Aqueles que desenvolvem campanhas inovadoras de marketing digital, seja um viral ou qualquer outro modelo, o fazem pois não são simples funcionários, muito pelo contrário, são pessoas que dominam a linguagem como nenhum outro, estão imersos nesse ambiente e por isso conseguem ver soluções criativas que ninguém ainda imaginou. Os outros, os funcionários, sabem apenas ler seus e-mails, pesquisar no Google e trocar scraps no Orkut.


---------------------------------------------------------
Artigo publicado originalmente na coluna "Pensamento Digital"
do portal JumpExec em 31/03/2008
http://jumpexec.uol.com.br/index.php?sub=5&land=ler&idArtigo=2043
---------------------------------------------------------

Marcadores: , ,

28.3.08

Irresistível: 1 viral e 2 tentações (chocolate e lingerie)


Nesta última terça uma ação de marketing viral colocou mulheres de lingerie em sacadas de prédios em diferentes bairros de São Paulo. Elas estavam comendo chocolates com formato de pernas e braços.

A ação viral seguiu então seu rumo tradicional: começaram a pipocar posts em blogs e vídeos no YouTube. Dentre os blogs que publicaram informações sobre o viral estão o HiTechLive, Brainstorm #9, Ah! Trí, né! e o portal BlueBus.

Mais tarde já havia um hotsite da campanha, porém ainda sem informar o anunciante. No hotsite aparecem links para blogs e portais que deram a notícia e a possibilidade de cadastro do endereço de e-mail para receber mais informações sobre a ação. Há também um mapa da cidade, indicando o ponto em que as modelos devem aparecer. Alguns pontos, aqueles em que a ação já ocorreu, é possível ver a foto da modelo, seu nome e o link para o perfil do Orkut. Lá no perfil de cada modelo também aparece o link para o hotsite que aliás, leva o título "Irresistível".

Há diversos pontos marcados no mapa sem a indicação da modelo, provavelmente indicam posições de futuras aparições dos próximos dias.

No blog Brainstorm #9 foi sugerido a possibilidade de tratar-se de uma campanha do novo desodorante da Axe. Ao ver o comercial de TV da campanha que roda fora do Brasil, parece mesmo uma boa aposta, vejam abaixo:



[UPDATED - 28/03 - 12h] Ontem de madrugada, quando fiz esse post, cometi a falha de esquecer de visitar o blog Sim, Viral. Mas o Rafael Ziggy já corrigiu meu erro, deixando o comentário abaixo. No post dele também está anunciado a descoberta do anunciante, definitivamente é a campanha da Axe para o novo desodorante com cheito de chocolate.

[UPDATED - 28/03 - 17h] Conforme informado pelo leitor Leandro, já tem um vídeo na internet sugerindo o teaser que será divulgado na MTV na próxima semana:

Marcadores: ,

4.12.07

Campanha da Samsung patrocina banda de música

Esse post foi sugestão do Giuliano que escreveu sobre o assunto no AnimePró.

Para divulgar na Coréia a linha de celulares Anycall, a Samsung montou uma banda em que reune alguns dos principais músicos do cenário pop oriental.

A banda é formada pela cantora BoA, o pianista Jin Bora, Xiah Junsu da TVXQ e Tablo da Epik High. O nome do grupo é AnyBand e algumas músicas foram gravadas, dentre elas aquela que leva o nome da campanha: "Talk, Play, Love".

Como parte das ações, foi criado um site oficial da Anyband em que é possível ver o clipe e fazer download da música "Talk, Play, Love" e outras. O clipe também está no Youtube, assim como o making-of. Também foi realizado um show da banda na semana passada, veja aqui o vídeo do show.

Grande parte das gravações do clipe foram realizadas no Rio De Janeiro, como pode ser visto em diferentes cenas do filme. O enredo trabalha o conceito da sociedade vigiada, tema frequente da cibercultura, em romances de autores como George Orwell (1984), William Gibson (Neuromancer) ou mais recente o filme Matrix. No clipe é a tecnologia do celular Anycall que permite escapar do controle e da vigilância do sistema.

A Campanha foi criada pela Cheil Worldwide. No Brasil a produção foi realizada pela Ocean Films. O filme foi lançado em novembro na Coréia e ainda está programado o lançamento de novas músicas da Anyband.

Diferente do caso The Uncles aqui do Brasil, aqui fica evidente a formação de uma banda patrocinada com interesses além da campanha de comunicação pontual. Caso a banda faça sucesso, como aparenta, pode abrir portas para o surgimento de novas bandas patrocinadas por marcas, mais um espaço para reforçar a imagem da marca, assim como já acontece com eventos e times de futebol.

Quem também postou:
- Anyband - Patrocínio de Conteúdo (Adivertido)

Marcadores: ,

27.11.07

Modelo de "Viral + YouTube" adaptado para TV

O Marketing Viral surgiu com base nos conceitos da propaganda boca-a-boca e do Buzzmarketing.

Inicialmente eram e-mails que convidavam a acessar algum site "interessante", e lá a marca era exposta. Em seguida passou-se a utilizar o YouTube, publicando produções que simulavam um "vídeo amador". Esse modelo já dá sinais de esgotamento, pois são poucos que continuam a repassar aos amigos os vídeos caseiros. Por conta disso hoje já temos ações de marketing viral mais complexas, que envolvem além do YouTube, outras ferramentas e serviços de redes sociais, como o Orkut, os Blogs e mais recentemente o Twitter.

Em busca de uma renovação criativa, o modelo de "vídeo caseiro" popularizado pelo YouTube foi parar na TV. Não há, neste caso, a característica do marketing viral de distribuição por e-mail, porém, o diferencial aparece pela linguagem amadora do vídeo, em contraste com os demais comerciais, que utilizam a linguagem tradicional do filme publicitário para televisão.

Um exemplo atualmente na mídia é da marca de produtos esportivos Fila. Quem criou a campanha foi a Santa Clara. Com produção da Lux Filmes, a campanha tem dois comerciais em que o personagem principal é um bebê que sai correndo em disparada. Veja abaixo os dois filmes que estão rodando na TV aberta e fechada.



Marcadores: ,

26.11.07

Café.com Blog: Publicidade

O Café com Blog é um projeto da Revista Bites em parceria com os blogs Tecnocracia e Ladybug Brazil.

É um projeto muito interessante que busca apresentar ao mundo dos negócios o atual estágio de profissionalização em que se encontra a blogosfera e quais benefícios um blog pode oferecer para determinada empresa.

A edição desta semana é focada no mercado publicitário. Profissionais de agências e autores de blogs (alguns sobre publicidade) participarão desse encontro que pretende refletir sobre as diferentes variáveis da relação entre blogs X propaganda. Após o evento deixo aqui um novo post comentando o que foi discutido no encontro.

Manoel Fernandes, Publisher da revista Bites é o organizador geral dos encontros e nesta terça deve receber os convidados para a discussão. Provavelmente o debate deve concentrar-se sobre os formatos diferenciados para utilização do blog como espaço de mídia publicitária

Veja mais sobre esse evento no blog oficial.

Alguns dos nomes confirmados para o encontro:

Agenor Castro - Yahoo!
Alceu Costa Júnior - GlobalCast
Alex Rocco - iG
Aloisio Sotero - Duffry
Caique Severo - iG
Carlo Dapuzzo - Monashees
Carlos Merigo - Blog Brainstorm #9
Carol Gleich - FábricaD
Conrado Navarro - Dinheirama
Cristian Galegos - Locaweb
Cynthia de Almeida - Editora Globo
Edney Souza - Interney.net
Edson Romão - Aprex
Eric Acher - Monashees Capital
Eric Messa - Faap
Fabiano Coura - Neogama/BBH
Fernanda Domingues - FSD
Fernando Sodré - Meira.com
Gabriel Marão - Perception
Gabriel Tonobohn - Blog Oito Passos
Guilherme Nascimento - Blog Papo de Homem
Gustavo Jreige - Blog Oito Olhos
Heloisa Lima - Leo Burnett
Jeff Paiva - AgênciaClick
Joyce Gomes - Forrester Research
Lucia Freitas - Blog Ladybug
Manoel Netto - Blog Tecnocracia
Marcelo Gomes - Meio & Mensagem
Marcos Aranha - OW4Y
Marcos Ferraz - Vex
Marili Ribeiro - Estado de São Paulo
Marina Moraes - Leo Burnett
Michel Lent - Agência 10
Patricia Albuquerque - Blog Ocio 2007
Rafael Barros - Blog ci9
Rafael Ziggy - Blog Sim, Viral
Rene de Paula - Microsoft
Ricardo Cardoso Santos - Ampla
Ricardo Cavallini - F/Nazca
Ricardo Franco - Forrester Research
Romero Rodrigues - Buscape
Taisa Dias - Blog Publicidade de Saia
Thiane Loureiro - Edelman
Vanda Scartezini - Polo Consultores
Wagner Fontoura - Blog Nossa Via
Wagner Tamanaha - Blog Colméia

Marcadores: , ,

22.11.07

Viral da semana

Com a colaboração da Kátia Oliveira, segue abaixo o viral da semana. A imagem corre por e-mail e por enquanto, sem qualquer pretensão publicitária. Se alguém quiser arriscar, diga se é o caso de viral de algum produto? Quem sabe do Programa do Jô!

Marcadores: ,

3.11.07

Prêmio Caboré fazendo história

O Prêmio Caboré 2007 é muito bem visto no mercado publicitário. Tanto é valorizado que no período de votação dos indicados é comum ver nas mídias do meio publicitário algumas ações de campanha para um ou outro indicado.

Alguns indicados chegam a investir mais pesado. Na revista Veja desta semana há um anúncio de página dupla para o Alexandre Gama (Neogama/BBH), indicado para o prêmio de Dirigente/Empresário do ano.

Mas o destaque deste ano, que já começa a fazer história não é Alexandre Gama, mas sem dúvida a AgênciaClick. É a primeira vez que uma agência digital é indicada para o prêmio de melhor Agência de Propaganda do ano. Nenhuma agência on-line, especializada em publicidade digital fora indicada para o prêmio de agência do ano até então. Deve-se considerar inclusive que são apenas 3 nomes indicados por categoria.

A indicação da AgênciaClick pelo Caboré já é um marco na publicidade brasileira. Estamos visivelmente acabando com os limites entre o on-line o off-line.

Se já não era mais possível rotular a internet como mídia alternativa ou midia de apoio, daqui pra frente não haverá mais a separação entre o on-line o off-line, as agências devem cada vez mais trabalhar com o digital assim como fazem com a mídia de massa (TV, jornal, revista, etc).

Deixo aqui os parabéns ao amigo Abel Reis, COO da AgênciaClick e a todos que conheci e hoje fazem parte da atual equipe da agência (Jeff Paiva, Marisa Toma e Raphael Vasconcellos).

UPDATE (06/11): E hoje o Jeff Paiva avisou que a AgênciaClick acabou de ganhar o prêmio Big Idea Chair Brasil da Yahoo! A Click concorreu com cases apresentados pela AlmapBBDO, TBWA, Lew'Lara e NBS. O case ganhador foi o lançamento do Fiat Punto. Aliás, a Fiat também concorre ao Caboré com o mesmo case. Veja também o post do Jeff sobre a conquista do Big Idea Chair Brasil.

Marcadores: , ,

18.10.07

Por que a publicidade digital não cresce?

---------------------------------------------------------
Artigo publicado originalmente no portal JumpExec em 18/10/2007
http://jumpexec.uol.com.br/index.php?sub=3&land=ler&idArtigo=1477
---------------------------------------------------------

Já se falou muito sobre a evolução do marketing digital, diversos “cases” de sucesso e campanhas inovadoras em que muitas vezes a mídia tradicional é utilizada apenas como apoio para a mídia digital.

Porém a realidade é que tais “cases” são ainda minoria. São poucas as agências de publicidade tradicionais que realmente investem nas mídias digitais.

Sob determinado aspecto, a publicidade digital sofre do mesmo mal que o mercado fonográfico, cinematográfico e literário. Todo ambiente de negócios que lida com informação passa atualmente por uma crise de paradigma.

A era digital trouxe um problema que na superfície aparece com o nome de “pirataria”, mas na sua base apresenta-se como uma incompatibilidade do tradicional modelo de negócios com o paradigma que vivemos atualmente.

É o modelo de negócios que precisa de uma adaptação, ou melhor, uma completa mudança. E claro, esse processo consiste em uma reestruturação que acarreta em fechamento de empresas, eliminação de intermediários, enfim, mudanças drásticas e dolorosas. Por conta disso, ela é adiada até quando não for mais possível suportar.

O modelo de negócios do mercado publicitário também é, talvez, o principal limitador do avanço da publicidade digital. Refiro-me, mais especificadamente, à remuneração por porcentual da produção e mídia de uma campanha publicitária.

Compare a remuneração de 20% sobre uma campanha que envolve mídias de massa (especialmente a televisão aberta) e outra que trabalha apenas com mídias digitais. Agora responda qual delas é mais lucrativa para a agência de publicidade?

As mídias digitais são, por essência, segmentadas em seu público-alvo. Extremamente focadas e, portanto, apropriadas para determinada estratégia de marketing. Claro, não se pode discordar que cada campanha tem seu plano de mídia mais apropriado. Algumas vezes, de fato, a mídia digital não é a melhor solução.

Porém essa segmentação dilui também seu custo como “mídia publicitária”. A mídia digital passa a ser um espaço de custo relativamente baixo ao comparar com as mídias tradicionais de massa. A afirmação continua válida mesmo quando consideramos os custos de produção da campanha.

Portanto, resguardado toda a questão de estratégia de marketing, vale ainda a reflexão sobre o modelo de negócios publicitário, baseado em remuneração por porcentagem, e sua influência no momento em que a agência vai até o cliente propor o plano de mídia para a campanha de comunicação.

Essa questão ainda não gerou tanto alarde como acontece no mercado fonográfico, mas está por vir uma grande fase de mudanças que de fato, alguns indícios já aparecem casualmente.

As grandes agências estão diminuindo cada vez mais, tanto em número de funcionários como em carteira de clientes.

A concorrência entre agências, que acontece há muitos anos, já adiantou a discussão e promoveu a negociação da porcentagem de remuneração.
Está cada vez mais difícil para o cliente sustentar custos tão elevados como da televisão de massa. E estratégias de sucesso que utilizam a mídia digital, como faz João Ciaco (Diretor de Publicidade e Marketing de Relacionamento da Fiat), sempre em companhia da AgênciaClick, acabam por influenciar outros clientes, além de apontar esse novo rumo.

Ou seja, o modelo de negócios da publicidade deve sofrer mudanças ao longo do tempo, assim como acontece com a indústria fonográfica, cinematográfica e literária. O processo pode ser calmo e indolor ou então drástico e doloroso. O fato é que não há volta. A remuneração por porcentagem nunca mais será a mesma.

---------------------------------------------------------
Artigo publicado originalmente no portal JumpExec em 18/10/2007
http://jumpexec.uol.com.br/index.php?sub=3&land=ler&idArtigo=1477
---------------------------------------------------------

Marcadores: ,

4.10.07

Muito mais de mim com Intel Core 2 Duo

Aqui vai uma dica encaminhada pelo aluno Daniel Ribeiro: essa semana entrou no ar uma nova ação da Intel para divulgar seu processador Core 2 Duo. O hotsite “Eu mereço mais de mim” é, simplificando todo o projeto, apenas um filme publicitário.

Porém esse filme incorpora diversos conceitos e estratégias que surgiram nos últimos anos:
- o conceito de filme interativo, em que o espectador é convidado a tomar decisões em determinados momentos, definindo assim o rumo do personagem;
- a proposta conceitual da TV digital, em que será possível interagir com elementos da cena. No caso do filme da Intel, alguns dos elementos do cenário são também ícones que abrem janelas com informações adicionais.
- a estratégia de pílulas de informação: ao invés de um único texto repleto de informações, foram criados pequenos textos explorando os dos diferencias do produto. Estes textos estão espalhados ao longo do filme.
- a estratégia do oferecimento de serviços: assim como já acontece em muitos outros hotsites, dentre os links espalhados pelo filme é possível encontrar produtos com a marca da Intel para download, como por exemplo, wallpapers e ringtones.
- e por fim, a Intel também adota a moda do marketing viral: além de incluir a opção de envio por e-mail da indicação do hotsite para um amigo, o próprio projeto em si possui um formato inovador que sugere a propagação espontânea da informação.

Vale conferir: www.maisdemim.com.br

Marcadores: ,

28.9.07

Skol x Chevy Tahoe

Provavelmente você já viu o novo filme publicitário da Skol em que um grupo de rapazes conversam dentro do banheiro. No comercial é impossível entender o diálogo pois cada um deles está com uma latinha de Skol na boca.

Muito bem. Divertido pois sugestiona o telespectador a imaginar o diálogo. Na internet foi criado um hotsite interativo onde é possível incluir sua própria legenda e enviar para um amigo.

Lá vai mais um modelo de marketing viral. Você se diverte, encaminha para diversos amigos e promove a marca.

Porém o modelo não é novidade. Diversas versões similares já foram criadas anteriormente e vale considerar a possibilidade da repercussão negativa, como aconteceu com a marca Chevy.

Em 2006 a americana Chevy montou um hotsite para o lançamento do novo modelo Tahoe 2007. No hotsite havia um filme publicitário com cenas do Tahoe e o usuário era convidado a inserir o texto para a campanha.

Mas assim como no caso da Skol, não havia nenhum sistema de filtragem dos vídeos produzidos. O que se viu foram diversas produções com conteúdo crítico, alertando para a influência da marca no problema do aquecimento global.

Aqui vai um exemplo:


Será que o mesmo pode acontecer com a Skol? Se alguém souber de um vídeo irônico da Skol, deixe aqui um comentário.

Por enquanto, deixo aqui a minha criação para a Skol:



O Rafael Ziggy, do blog "Sim, Viral" comentou em seu post o primeiro caso (provavelmente) de uso "alternativo" da campanha da Skol: já faz algum tempo que o blog "Papo de Homem" (Guilherme Valadares) está incentivando uma campanha para promover uma edição da Playboy com "blogueiras" brasileiras (veja aqui um dos posts).

Desta vez o "Papo de Homem" aproveitou o filme publicitário da Skol para promover sua campanha:


Àlém deste comercial, Guilherme Valadares lançou em seu blog um concurso para premiar a melhor legenda criada para a campanha da Skol que faça referência ao seu blog.

Caso saiba de outra boa interferência realizada com o filme da Skol, deixe aqui seu comentário com o link!

Outros posts sobre o assunto:
- O que estão falando no comercial de Skol?
- Chevy Tahoe viral video advertising campaign
- Conteúdo gerado pelo consumidor, a Skol agradece

Marcadores: ,

27.7.07

Viral do novo filme The Dark Knight (Batman Begins 2)

Mais uma ação de marketing viral, desta vez para divulgar o próximo filme do Batman. Recebi o viral através do Pownce, pelo amigo David B. O. (Atlanta/USA), mas antes, uma explicação:

A Warner Bros. vai lançar em 2008 uma nova sequência do Batman, chamado The Dark Knight. Dirigido por Christopher Nolan, desta vez Batman (Christian Bale), Jim Gordon (Gary Oldman) e o promotor público de Gotam City Harvey Dent (Aaron Eckhart), passam por diversas aventuras para salvar a cidade das artimanhas do Coringa (Heath Ledger).

Feita a introdução, vamos à ação de marketing viral. Roda por aí, por indicação de amigos, blogs, redes sociais, mensagens instantâneas e e-mails um link para o site www.whysoserious.com.
Quem entra vê
um suposto anúncio escrito pelo Coringa recrutando ativistas. O anúncio marca um encontro, indicando um local através das coordenadas de latitude/longitude e um relógio marca a contagem regressiva para o encontro. No momento em que entrei no site restavam 11 horas para o evento.

Pesquisando nos blogs sobre cinema e quadrinhos, descobri que o local é onde acontece nessa semana um evento sobre quadrinhos, o Comic-Con 2007, em San Diego (USA). Os rumores indicam que no encerramento da contagem regressiva um painel da Warner Bros., instalado no local do evento Comic-Con 2007, irá apresentar, em primeira mão, o trailer do novo filme.

Deixo aqui, portanto, minha colaboração na dilvulgação deste viral. Está feito o buzz marketing. Quem sabe daqui onze horas a Warner consiga juntar um público razoável em frente ao seu telão.

Como o filme só entra em cartaz em julho de 2008, é provavél que ainda novas ações de marketing apareçam. De fato, esse não foi o primeiro. Quem entra no site oficial do filme hoje (thedarkknight.warnerbros.com), não vê nada além de uma imagem da marca do Batman e um link para um outro site (www.ibelieveinharveydent.com). Este site traz um suposto folheto de divulgação da campanha para eleição de Harvey Dent para promotoria pública. Ou seja, mais outra ação de marketing digital.

Este case do filme The Dark Knight mostra como usar ações de marketing viral em formato de teaser, ou seja, cria expectativa; cuiriosidade para o que está por vir. O cinema é uma área que está aproveitando cada vez mais da web para ampliar o seu público. Em outros casos, enquanto o filme está em cartaz, coloca-se na internet um site que aproveita do roteiro do filme para construir um espaço de interação com o visitante, estimulando sua participação e ao mesmo tempo, gerando intimidade; o que ajuda na promoção do filme, na venda de produtos co-relacionados, etc.

Veja mais:
- Scoop Vendor
- Superhero Hype!
- Ghost in the Machine


Marcadores:

4.7.07

Nova rede para troca de informações: POWNCE

Essa semana começou a rodar pela rede uma nova rede social, assim como as outras, por enquanto só entra convidados.

Ao entrar, você cria seu perfil, mas diferente do Orkut, não pede tantos dados pessoais; a proposta não é essa. Ele assemelha-se mais ao Twitter, rede bem simples em que a idéia é trocar pequenos posts, frases, dicas...

No Pownce a tela central traz pequenos posts publicados tanto pelo usuário quanto pelos seus amigos. Você entra no Pownce, cadastra seus amigos na sua rede e passa a trocar informações com ele. Descobriu um site ou blog interessante? Basta inserir o link no campo e enviar; todos os amigos receberão a dica. Também é possível mandar uma foto, um arquivo de dados ou incluir um evento na agenda. Todas essas informações são compartilhadas com os usuários da sua lista de contatos.

Há também um software que evita a necessidade de entrar no site para interagir com sua rede. O aplicativo fica instalado no desktop, parecido com o messenger, porém, no centro ele traz todos os posts publicados pelos usuários da sua rede particular. Não se trata portanto de um comunicador instantâneo, mas um modo rápido e prático de encaminhar dicas, informações e dados aos seus amigos.

Um dos criadores é Kevin Rose, do Digg, site de notícias indicadas pelos próprios usuários que ficou muito conhecido lá fora. A equipe que desenvolveu o Pownce é formada por jovens da califórnia, são eles: Leah Culver, Daniel Burka, Kevin Rose, e Shawn Allen.

Gostei da proposta pois como disse, é uma forma prática de manter uma rede de interlocutores conectada por um sistema que permite uma interação ágil. Por exemplo, montar uma comunidade de bloggers para troca de dicas... Vou usar aqui e ver como isso se desenvolve...

veja: www.pownce.com

meu perfil: www.pownce.com/ericmessa


Marcadores: , ,

16.6.07

Campanha de lançamento do Citroën C4 Pallas

Depois da polêmica campanha de lançamento na internet, agora a Citroën aparece com uma nova campanha completamente diferente. Desta vez mais coerente. Veja o que foi publicado no ESTADÃO:

"Caixas gigantes, com nove metros de comprimento por seis de altura estão espalhadas por várias capitais a partir de hoje. Dentro da caixa, há tratamento acústico que isola o barulho externo, música e cheiro de carro novo, espalhado por difusores. Mas também tem carro novo. A Citröen do Brasil encaixotou o sedã C4 Pallas, modelo que será vendido a partir de setembro a preços que variam de R$ 65 mil a R$ 80 mil. O consumidor entra na 'caixa de sensações' e tem contato com o veículo, feito na Argentina. São 30 caixas distribuídas por várias capitais. "

E sobre a campanha na internet:
"No início da semana, a empresa causou reclamações e congestionamento em sites de notícias ao colocar falso aviso de que um asteróide chamado Pallas iria chocar-se contra a terra. 'Achávamos que ficaria no ar por dois dias, mas foram só quatro horas, período em que tivemos mais de 100 mil acessos', diz Sérgio Habib, presidente da Citröen."

[veja matéria completa]

Mas ainda assim, a campanha nas ruas começa a gerar uma nova polêmica:

"O prefeito Gilberto Kassab mandou retirar, na noite de sábado, uma enorme caixa de 9 metros de largura e 6 metros de altura instalada em frente ao shopping Center 3, na avenida Paulista. A caixa tinha dentro um automóvel da marca Citroën, modelo C4 Pallas, e fazia parte da campanha publicitária de lançamento do carro no País. O shopping foi multado em R$ 2 mil por não possuir alvará do equipamento transitório."

"A caixa, que possuía equipamentos de vedação de som e emitia, do lado de dentro, perfume de carro novo, havia sido inaugurada na sexta-feira, parte de uma campanha da Citroën que custou R$ 4,5 milhões. "

"A Citroën, que importa o veículo da Argentina, teve de tirar dos sites de internet uma propaganda em que apresentava um falso aviso de que um asteróide chamado Pallas iria chocar-se contra a terra. Os sites ficaram congestionados, houve várias reclamações e a campanha foi suspensa."

[veja a matéria completa]


MAIS OUTRA CAMPANHA?

O amigo colaborador Ricardo M. Dias mandou a dica de que a Citröen ainda fará outra ação: criada desta vez pela Euro RSCG, a campanha trará o ator do seriado "24 horas", Kiefer Sutherland e a atriz argentina Araceli Gonzales para divulgar o novo C4 Pallas.

Será que desta vez sai uma campanha sem polêmicas negativas?

[veja a polêmica da campanha na internet]

Marcadores: ,


 
Para receber esse blog por e-mail, envie uma mensagem info.ecode@messa.com.br e
escreva "incluir" no campo "assunto" da mensagem. Para cancelar, basta escrever a palavra "excluir".