20.7.08

[updated] Denúncia: supermercado Extra engana consumidor


Um tanto off-topic esse post, mas ainda assim resolvi publicar. Quem sabe não seja mera coincidência acontecer esse fato justamente após publicar um post falando como a internet pode ser uma aliada do cidadão e conseqüentemente, para o consumidor.

Tenho o costume de fazer minhas compras de supermercado semanalmente. Costumava fazê-las no supermercado Extra do Itaim, aos domingos, em razão da tranquilidade. Porém vou procurar um novo supermercado agora.

Hoje passei por um problema que não é novo, já ouvi outros comentarem, mas desta vez tirei fotos para comprovar a denúncia. Resolvi levar uma lanterna que na gôndola a etiqueta indicava o valor de R$4,75, como podem ver na foto abaixo:

Porém, ao chegar no caixa a máquina registradora cobrou o valor de R$5,99. Fiz então a foto para confirmar. O valor cobrado seria 25% superior ao indicado na gôndola.

A atendente do caixa chamou o fiscal que autorizou a cobrança de R$4,75, já que eu estava com a etiqueta da gôndola para confirmar.

Porém fiquei imaginando, e todas as outras dezenas de produtos que eu comprava naquele momento, teria que conferir cada um deles? E os próximos consumidores que levarem a mesma lanterna, que valor irão pagar? Como garantir que se tratava de um fato isolado e não um erro freqüente? E todas as compras que já fiz naquele estabelecimento nos últimos anos?

Pedi ao fiscal para chamar o gerente pois queria uma justificativa pela falha e uma garantia de que os demais produtos não teriam o mesmo erro. Resposta: não havia gerente naquele momento para falar comigo. E sugestão do fiscal: eu deveria olhar sempre o valor da etiqueta na gôndola de cada um dos itens e depois conferir com a máquina registradora, assim como fiz com a lanterna. Claro! O dever de qualquer consumidor atento.

Resolvi então escrever esse post para avisá-los: quando comprar no Extra do Itaim, lembre-se de anotar o preço de cada produto que comprar, e depois no caixa confira uma-a-um; ou então, prefira comprar em outro supermercado mais confiável.

OBS: por conta desse transtorno encontrei um serviço muito interessante na internet: o site Reclame Aqui recebe as denúncias dos consumidores e abre espaço para a defesa do estabelecimento. O Extra supermercados tem, até então, 361 reclamações! Definitivamente farei minhas compras em outro lugar a partir de agora.

Ofereço também o campo de comentários deste blog, caso o Extra Itam queira dar alguma justificativa pelo ocorrido.

[updated 23/07/08] Logo cedo recebi a ligação do Gerente Carlos Felipe, da loja Extra do Itaim. Ele foi extremamente atencioso e compreendeu muito bem meu argumento quanto a perda de confiabilidade. Ele explicou toda a dinâmica de atualização dos preços e afirmou existir funcionários específicos para checagem dos preços. Disse ainda receber periódicamente um relatório com o índice de erro, que gira entorno de 1% a 2%.
Durante nossa conversa ele comentou que havia lido esse post e também todos os comentários deixados pelos leitores deste blog. Comentou que iria inclusive encaminhar o post para os reponsáveis da rede Pão de Açúcar.

A atenção prestada neste caso e também em outros que esse blog já registrou mostra que a rede Pão de Açucar, bem como muitas empresas em todo o mundo já estão compreendendo que hoje o mercado são conversações, como já dizia o Manifesto Cluetrain, escrito em 1999. As empresas estão, aos poucos, aprendendo a manter uma proximidade maior com seus consumidores, interagir, conversar, ouvir e falar, e perceber que elas existem não só para vender um produto, mas também para prestar um serviço.

Marcadores:

20 Comments:

  • Oi, Eric! Esse problema acontece no Extra da Brigadeiro também. Aliás, para ser mais exata, aconteceu da penúltima vez que eu fui lá. Sempre estou atenta a isso porque, minha mãe, que mora em Brasília, tem o mesmo problema com o Extra e me avisou. Espero que eles se retratem.

    By Anonymous Malu Braga, at 9:16 PM  

  • Ahhh, mas saiba que não é só no Extra do Itaim que acontece esse tipo de coisa.
    Frequentemente no Carrefour e até no Pão de Açúcar de Alphaville os preços são diferentes da gôndola para o caixa.

    É preciso ficar atento mesmo. Eu não tenho essa memória toda, mas minha mãe pode fazer a compra do mês que agente não sai do mercado até ela conferir TUDO. E ela lembra, viu!? Pode ser diferença de 5 centavos... Ela vai lá e pede.

    Direito do Consumidor!

    By Anonymous Nicole, at 10:56 PM  

  • A dica para ter mais atencao aos precos é boa, mas venhamos e convenhamos: é IMPOSSIVEL um sistema que depende diariamente de dezenas ou mesmo centenas de CERUMANOS para fazer os registros e alteracoes seja perfeito. Não tem como, os humanos erram demais.

    Exemplo: basta alterar um preco e um daqueles funcionarios que fazem o reabastecimento nao trocar a etiqueta certa, para dar esta confusao. Ou ainda um digitador digitar o preco errado. Enfim, é gente demais que pode errar numa hora dessas.

    Estupidez achar que uma empresa do tamanho do Extra vai "ganhar" merreca intencionalmente em cima do cliente. Sao apenas erros operacionais. Inclusive, quem nunca encontrou precos MAIS BAIXOS no caixa, na hora de passar um produto que na prateleira tinha preco maior? Nessa hora nao aparece ninguem reclamando, muito menos inventando teorias da conspiracao, nao é?

    [ ] Rubens

    By Blogger Rubens, at 8:17 AM  

  • Esse procedimento parece ser padrão dos mais diversos supermercados. Porque a quase totalidade dos erros é sempre aumentando os preços e não baixando? Se houvesse uma relação de proporção entre o que aumenta e o que diminui, poderíamos concordar com erro humano. Tenho uma amiga, que tem por hábito anotar o preço da gôndola e já teve conta que a diferença foi mais de R$100,00 a favor do supermercado.
    Multiplique isto por cada cliente e dá para se ver que não estamos falando de MERRECA!
    []'s Carlos

    By Anonymous Anônimo, at 10:52 AM  

  • Olá! Recebi por email o link desse seu post. Se não incomodar, vou levar para uma comuna no orkut (Harém do Brasil). Colocarei o link.

    Parabéns pelo texto!

    By OpenID lella, at 2:36 PM  

  • Não estou defendendo o supermercado, mas sim, uma sociedade sem neuroses. Quem de todos os aqui que ja colocaram um post não cometeram erros ?. Pois bem, eu relato que já encontrei preços abaixos dos valores indicados em vários estabelecimentos. MAS.. neste caso, ao invés do consumidor notificar o erro, de má fé, faz valer o código do consumidor e exige o valor mais baixo.

    Porque as pessoas cobram da inciativa privada erro-zero e é complacente com os assuntos públicos?

    Porque o PROCON e o Codigo de defesa do consumidor não trata, e a sociedade não exige, que os tratamento dado a inciativa privada seja igual ao orgão público?

    Porque as pessoas reclamam do pedágio e exigem os seus "direitos" mas quando, na mesma viagem, ao cairem nos buracos das rodovias não-privatizadas apenas ficam falando mal do governos nos chopinhos dos bares....

    é... isto é uma grande contradição.

    Rio de Janeiro-RJ

    By Anonymous Anônimo, at 6:24 PM  

  • Não só é possível o sistema estar atualizado, mas um dever. Basta raciocionar: por que a diferença para o caixa é sempre MAIOR ? No mínimo estranho... Eles têm que garantir isso. A base de dados do sistema que imprime o preço da pratileira deve ser o mesmo do sistema caixa registradora.

    abraço,
    Christiano Pegorer.

    By Anonymous Anônimo, at 9:08 AM  

  • Ola,
    Não concordo com a teroria que o erro é acindental.
    Esses produtos só vão as gondolas apoós o seu devido cadastro. Esse cadastro é checado e autorizado por esferas diferentes. Então um erro desse não é mera coincidência... é má fé.
    Suponhamos que uma loja dessas tenha um produtinho desse. E que sua disponibilidade da loja seja de 5.000. unidades. Só neste produto ele logrou R$ 5.200,00.
    Leve em consideração que um loja de varejo desse porte tem cerca de 120 mil itens e que 5% deles estejam "programados" para erros dessa natureza... coitadinho do consumidor inocente e desavisado...

    By Blogger almaiamelo, at 11:38 AM  

  • Um problema das lojas de átomos que gera um custo muito mais elevado que lojas de bits... Erro humano, ou desonestidade, na era da internet esse é mais um dos problemas que na minha opinião são cruciais para o sucesso das compras onlines e a capacidade de alterar informações discrepantes a um custo quase zero e em tempo quase real.

    By Blogger Marcos Oda, at 1:26 PM  

  • Fiz uma compra no site do Extra, e adivinhem..... Minha compra foi cancelada porque no dia seguinte mudaram o preço da mercadoria, diferença de 300 reais. Como havia comprado 02 (no caso celulares) eles teriam um prejuízo de 600 reais. Esse é o Extra!!!!!!!

    By Blogger Luciana, at 1:19 PM  

  • Infelizmente essa não é uma prática de grandes supermercados. Com frequência tamanha, posso dizer que o Supermercado ECON que fica próximo à minha residência (Al. Eduardo Prado), tem esse péssimo e ilegal HÁBITO. Como no caso em tela, se há reclamação o caixa confere a informação e cobra o preço da gondola. Contudo, nos questionamos sobre a situação de quem não percebe a diferença no preço....

    By Anonymous Ana Cristina Lima, at 4:26 PM  

  • Infelizmente são atitudes desonestas como essas que fazem pessoas desacreditarem em outras. Mas sem defesas a qualquer ponto, lamento mas ja tive situações similares mas nunca passei ou soube situações de preços na gôndola mais baratos que no sistema, salva-se nos casos de produtos em vésperas de vencimentos, e que fazem a quelas promoçoes relampagos....

    Curitiba-PR

    By Anonymous Adam Kostkoski, at 9:21 AM  

  • Preços diferentes em gôndolas e caixas também já aconteceu comigo. E hoje já tenho outra reclamação a fazer do submarino, pois pedi um produto e a prazo de entrega estipulado já venceu. Realmente, se nós não reclamarmos, ninguém o fará.

    By Blogger Luisa, at 5:43 PM  

  • Preços diferentes em caixas e nas gôndolas também já aconteceu comigo. E hoje ainda tenho outra reclamação do submarino. Tenho um pedido com o prazo de entrega vencido e ainda não recebi o produto. Realmente, se nós não reclamarmos, ninguém o fará.

    By Blogger Luisa, at 5:45 PM  

  • Preços diferentes em caixas e nas gôndolas também já aconteceu comigo, apenas esta semana aconteceu 03 vezes, eu mesmo nao consigo entender p.q. vou tanto neste mercado.. absurdo!,, ha!, esta semana nao quiseram vender uma televisão que estava no mostruário,, depois de falar 10 minutos com o vendedor da loja o mesmo me informou que nao podia vender p. mim!!!..
    sem palavras...

    By Anonymous Anônimo, at 12:08 PM  

  • Olá boa tarde!
    Ontem eu fui à uma loja.Em1urso médio estava o preço de R$9,90 e os outros iguais a ele estava o preço de R$19,90. Tinha um pequeno com o preço de R$9,90 também.
    Mas eu quero o grande pelo preço que vi no produto.
    Tenho o direito de pagar os R$9,90 ou tenho que pagar os 19,90 como estava o restante dos produtos.

    Se puder me responder aqui no blog eu agradeço muito.

    beijos.

    By Anonymous Anônimo, at 9:00 AM  

  • OLA BOA TARDE
    BOM SE NA LOJA JA É ASSIM,CARO AMIGOS NUNCA COMPREM NO EXTRA.COM.BR.
    POIS COMPREI UMA MERCADORIA NO DIA 21 DE DEZEMBRO E ATE HOJE NÃO RECEBI PAGUEI A VISTA,E HOJE ELES ME DISSERAM QUE NÃO TEM O PRODUTO ,ISSO DEPOIS DE MARCAR VARIAS ENTREGA.E ME DERAM DUAS OPÇÃO O DINHEIRO DEVOLTA DE 10 A 15 DIAS OU QUALQUER OUTRA MERCADORIA NA LOJA COM UM VALE PRESENTE.

    By Anonymous Anônimo, at 4:43 PM  

  • OLA BOA TARDE
    BOM SE NA LOJA JA É ASSIM,CARO AMIGOS NUNCA COMPREM NO EXTRA.COM.BR.
    POIS COMPREI UMA MERCADORIA NO DIA 21 DE DEZEMBRO E ATE HOJE NÃO RECEBI PAGUEI A VISTA,E HOJE ELES ME DISSERAM QUE NÃO TEM O PRODUTO ,ISSO DEPOIS DE MARCAR VARIAS ENTREGA.E ME DERAM DUAS OPÇÃO O DINHEIRO DEVOLTA DE 10 A 15 DIAS OU QUALQUER OUTRA MERCADORIA NA LOJA COM UM VALE PRESENTE.

    By Anonymous Anônimo, at 4:43 PM  

  • Infelizmente isso é uma prática enganosa que vem sendo cada vez mais utilizada. Mês passado fui comprar um celular nas Lojas Americanas. O modelo que escolhi estava na vitrine ao lado de outro na cor rosa, com uma etiqueta sobre eles com o preço de R$ 449,00. Na hora que o caixa passou o produto pelo leitor de códigos de barra apareceu o preço R$ 690,00 e disse que o preço do celular era esse. Questionei sobre a etiqueta na vitrine e veio a 'desculpa' que o preço era para o rosa. Chamei o gerente, que veio com a mesma explicação, falei sobre os direitos do consumidor que vale o que está escrito. Chegaram outros clientes que reforçaram o que estava dizendo, um deles se apresentou como advogado e o outro como Juiz, e só assim o celular saiu pelo preço da etiqueta.

    By Anonymous Anônimo, at 7:45 PM  

  • eu tenho uma nova denuncia, aquí na vila nova cachoeirinha no largo do japones à direita da ag. do bradesco ,abriu uma loja que se não me falha a memória nem nome tem: vc entra de cara vem um segurança que não te deixa entrar com nada, até aí normal...
    tudo custa 1,00(um)real. Só que quando vc vem ao que vc imagina é o caixa, tem lá uma armação que até te leva a ver um caixa!
    Tão habituados estamos a tal máquina... Só que aí é que fica engraçado, uma moça do "caixa" faz a contagem dos produtos e diz quanto vc paga . Só que aí vc pede uma nota, a moça diz tem não... toda séria!!
    Me digam: Isso é certo? e por que eu e muitos de nós que temos como renda apenas o nosso salário, ( sou aux. de enfermagem) temos o imposto retido na fonte, e como agora temos horas extras, ainda pagamos imposto ao fazer a declaração de renda!!!!!!

    Queria que alguém me desse uma resposta...urgentemente!!!!!!!!!!!

    By Blogger alcina, at 12:44 AM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home







 
Para receber esse blog por e-mail, envie uma mensagem info.ecode@messa.com.br e
escreva "incluir" no campo "assunto" da mensagem. Para cancelar, basta escrever a palavra "excluir".